Turismos Rurais e Hotéis

O monte alentejano onde pode ter um casamento intimista no meio das vinhas

A Horta dos Caracóis começou a receber hóspedes no verão de 2023, mas agora já está preparada para receber eventos.
Fica em Borba.

Com o bom tempo a chegar, está oficialmente aberta a época dos casamentos — e dos dramas dos noivos para escolher o local que vai ser palco da cerimónia. Há cada vez mais casais que preferem celebrar o amor num quinta ou turismo rural, com um cenário idílico no meio da natureza. O Alentejo tem sido um dos destinos mais procurados nesse sentido — e há um novo espaço em Borba perfeito para quem deseja um casamento mais intimista.

Desde o mês de maio que a Horta dos Caracóis, um turismo rural inaugurado em julho de 2023, está preparado para receber eventos de todos os tipos: empresariais, festas de aniversários e, claro, casamentos. Quando Maria Franco decidiu transformar a antiga casa da avó num alojamento, sempre disse que queria fazer muito mais do que apenas receber hóspedes.

Com dois hectares de terreno, a jovem de 23 anos queria potenciar todo o espaço — e é precisamente isso que tem feito nos últimos meses. Agora, conta à NiT, tem três locais no exterior que podem servir de cenário para casamentos.

“Não queremos fazer eventos muito grandes, o nosso conceito é mesmo as festas e casamentos mais intimistas, com 40 ou 50 pessoas, mas podemos receber até 150”, explica a responsável. 

O espaço exterior está dividido em várias zonas, sendo que todas elas têm capacidade para receber a montagem de tendas variadas e pérgulas. Um deles é mesmo ao pé da casa principal, onde é possível colocar mesas no espaço de relvado. A piscina pode ser tapada com cobertura, transformando-se assim numa zona de lounge, welcome drink ou até mesmo numa pista de dança.

À frente do jardim há outro espaço exterior, que pode ser utilizado para colocar uma tenda ou chapéus de sol, para o caso de ser preciso sombra. Ainda mais adiante, fica o parque com oliveiras, onde também dá para colocar tendas e pérgulas. 

Além do aluguer do espaço, a Horta dos Caracóis disponibiliza um serviço de wedding planner, já incluído no valor, e dá apoio na escolha da decoração e dos fornecedores. O espaço é reservado na totalidade, pelo que os noivos e mais 10 convidados podem pernoitar na casa, com capacidade para 12 hóspedes. “Temos a suite onde a noive pode aproveitar para tirar fotografias”, diz.

Quanto aos valores, depende sempre do tipo de evento e quantos convidados serão, mas o “básico dos básicos”, sem tendas nem outros extras, ronda os 40€ por cabeça. O turismo também está disponível para organizar jantares e almoços privados no interior, até 20 pessoas. “A decoração, o conforto e a continuidade da estética da casa fazem desta sala de jantar um lugar encantador para uma reunião íntima e sofisticada”, destaca.

Mais do que um turismo rural, a Horta dos Caracóis é “um lugar para se perder na natureza”. Com raízes alentejanas, a família Franco sempre adorou a tranquilidade do Alto Alentejo e, embora nunca se tenham aventurado na área do turismo — têm uma empresa de eletrodomésticos em Lisboa —, decidiram arriscar num novo projeto.

“Esta era a casa de família do meu avô. Decidimos transformá-la num alojamento, um projeto que sentimos que podíamos abraçar”, conta. No início, o pai Ricardo Sá Franco, de 45 anos, e a filha Maria equacionaram modernizar toda a propriedade, mas decidiram que o melhor seria mesmo “aliar o moderno ao tradicional”, para a casa não perder a sua essência. “Fizemos pequenas obras e algumas remodelações, mas sobretudo em termos estéticos”, reforça. 

Quando compraram o terreno, perceberam que, perto da casa, existia uma ruína repleta de caracóis — uma “característica que não é muito normal na região pelo terreno ser arenoso”. Neste caso, os moluscos eram tantos que até invadiam os paus das vinhas. Um problema que, no final, se tornou numa história engraçada — e que acabou por dar o nome ao turismo rural.

O espaço dispõe de cinco quartos e suites, sendo que uma delas é intercomunicante e tem lotação para quatro pessoas. Esta tem ainda uma varanda privada, lareira e uma vista privilegiada, bem como um chuveiro rain shower. A casa compreende diversas zonas de estar e de jantar, tanto interiores como exteriores, mas os destaques vão para o “alpendre com uma mesa enorme, os matraquilhos, a lareira alentejana e uma garrafeira que se encontra na sala de jantar. 

“Temos vinhas fora e dentro da propriedade e também fizemos algumas parcerias nesta área com produtores e adegas locais”, explica.  As zonas exteriores são, também, “uma das maiores regalias” do alojamento. 

Além da casa principal, o monte alentejano está rodeado por uma horta biológica com frutas e legumes frescos, um dos grandes destaques da propriedade. “A nossa missão é cultivar legumes, frutas e ervas aromáticas, semanalmente colhidas à mão. Promovemos uma agricultura sustentável e socialmente responsável com técnicas de cultivo ecologicamente conscientes”, destaca. 

Os hóspedes poderão ainda mergulhar na enorme piscina ou visitar o poço natural e a pequena cascata que se encontram dentro da propriedade. “Não há nada do género ali perto. Oferecemos atividades de entretenimento tanto dentro da propriedade como fora. Os hóspedes podem colher alface e apanhar laranjas, mas também podem visitar uma olaria no Redondo ou queijarias e adegas com quem temos parcerias”, destaca a responsável.

O preço por noite, para 12 pessoas, ronda os 500€. As reservas podem ser feitas online.

Carregue na galeria para ver mais imagens da Horta dos Caracóis e do espaço disponível para eventos. 

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua das Casas Novas


    7150 Évora
ESTILO
turismo rural
PREÇO MÉDIO
Entre 100€ e 200€
AMBIENTE
rural

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT