Turismos Rurais e Hotéis

O incrível alojamento de S. Pedro de Moel feito de boas vibrações, alegria e conforto

A Joy Beach House nasceu a partir de uma antiga residencial. Tem piscina aquecida, jacuzzi e vistas para o mar e para o Pinhal.
As vistas são lindas.

São Pedro de Moel é um dos segredos mais bem guardados de Portugal. Isto para quem ainda não conhece este lugar, claro. Para quem já por lá passou, o mar batido, o cheiro constante a maresia, o sossego, os cafés junto à praia, a praceta, a comida, o Pinhal de Leiria ali ao lado: todo o ambiente único desta localidade de praia perto da Marinha Grande são mais do que motivos claros para continuar a voltar.

Aqui, as casas para alugar são relativamente poucas e normalmente cheias na época alta, os hotéis escassos embora os haja e muitas vezes a opção recai mesmo num dos dois parques de campismo — ambos incríveis, rodeados de pinhal. Só que agora há mais uma opção para férias ou escapadinhas nesta zona costeira do distrito de Leiria.

A Joy Beach House foi inaugurada em plena pandemia: em setembro do ano passado. O timing pode não ter sido perfeito, mas foi o possível, num projeto que começou a crescer e a ganhar forma há cerca de 12 anos.

O proprietário é Igor Canale, cujos pais compraram a antiga Residencial Santa Rita: um icónico espaço com 13 quartos, que existia em São Pedro de Moel. A família adquiriu o espaço em desuso em 2007 e logo nessa altura fez “um projeto para um pequeno boutique hotel” com somente cinco suites, piscina coberta e jacuzzi e áreas exteriores.

Só que, ainda antes da pandemia, veio uma crise financeira e, com ela, os anos da Troika. Devido à situação económica complicada de 2008, Igor teve de se mudar para o Brasil para trabalhar na empresa de construção da sua família, conta à NiT. Desta forma, o projeto foi forçado a ficar em “banho-maria” e durante esse tempo a casa foi habitada pelos pais do jovem. Assim que voltou do Brasil, Igor foi imediatamente apoiado pelos pais para continuar o sonho: para “dar vida ao projeto que esteve sempre” na sua cabeça.

Igor tinha uma visão muito clara do que queria: não foi improvisando, inventando. Sempre foi adepto confesso de hotéis boutique, pequenos e carismáticos, e quando estava a finalizar o projeto acreditou mesmo que depois da pandemia e das mudanças no turismo de massas, o futuro até pode aumentar a tendência na procura por este tipo de alojamento.

Desta forma, atualizou e decorou a Joy Beach House com os últimos detalhes antes da abertura, já adaptados aos novos tempos: com o claro propósito de transmitir “boas vibrações, alegria e muito relaxamento aos nossos hóspedes”.

A descrição que faz do espaço é simples e parece totalmente acertada: “uma casa de praia que comunica diretamente com a natureza envolvente de São Pedro de Moel e que pertence àquela perfeita simbiose entre o azul (mar) e o verde (Pinhal de Leiria)”.

Na decoração, todos os cuidados foram tidos, todos os detalhes pensados, para criar um design, um visual e um conforto na mouche da sua visão. A utilização do linho, bambu, rotim, plantas, flores, madeiras e pedras naturais, juntamente com o aproveitamento da luz natural, remete-nos, explica Igor, a “uma casa de praia boho minimalista, mas com todas as comodidades de um hotel de luxo”.

Até porque os serviços são de facto de luxo: piscina aquecida e jacuzzi, terraços exteriores, honesty bar, espaço lounge e lojinha são alguns dos espaços que compõem a Joy; além disso, adianta o proprietário, “por optarmos por não ter uma receção física, todos esses espaços funcionam na premissa da honestidade, tanto dos hóspedes como nossa”.

E explica: “Nós queremos que os nossos hóspedes se sintam realmente em casa. Só desta forma eu acredito que podem relaxar e tirar o melhor proveito da sua estadia”, salienta.

As cinco suites do sonho que Igor idealizou quando começou a desenhar o seu hotel boutique foram exatamente o que ficou e se veio a concretizar: os visitantes podem dormir na Suite Folk, na Garden, na Sand, na Nest ou na suite Sea. Todas são grandes, espaçosas e em formato open space. No entanto, cada uma tem as suas características e decoração únicas. O quarto Sea destaca-se pela vista única sobre o mar, a partir do seu terraço privativo, que conta com mobiliário de exterior e uma banheira vintage recuperada.

Aqui, e através da sua vista no terraço, consegue demonstrar o que de melhor São Pedro de Moel tem para oferecer, algo, aliás, acessível de praticamente todos os cantos da unidade.

Localizado nas águas furtadas, este quarto dispõe de uma banheira jacuzzi interior e outra no exterior, um grande terraço para aproveitar os raios de sol ou desfrutar do esplendor da natureza e toda a envolvência da sua decoração romântica. Perfeito para luas de mel ou viagens a dois, “aqui o tempo passa devagar e ficará na sua memória para sempre recordar”, lê-se no site da Joy Beach House.

Igor destaca ainda que nenhuma divisão dispõe de ar condicionado e explica que existe um motivo específico: “Nós valorizamos o ar puro e tentamos ao máximo adaptar a nossa missão ecológica. Como forma de evitar desperdícios e aumentarmos a nossa sustentabilidade, utilizamos sistemas de climatização de caráter mais ecológico e tentamos reduzir ao máximo a utilização de qualquer tipo de plástico ou derivados”, acrescenta.

Para aquecimento a unidade utiliza piso radiante e painéis solares. Para arrefecimento, usa ventoinhas portáteis para todos os quartos. “No entanto, priorizamos a ventilação natural através das nossas grandes janelas e portas balcão”. Ao hospedar-se na Joy, “deixe a brisa do mar e dos pinheiros entrarem pelo se quarto”, apela Igor.

As noites na Joy Beach House começam nos 115€ na época baixa e 135€ na época alta e as reservas podem ser feitas online. De seguida, carregue na galeria para conhecer o novo boutique hotel de São Pedro de Moel.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT