Turismos Rurais e Hotéis

O novo hotel do Algarve tem um rooftop incrível e jacuzzis privados no quarto

O 3HB Faro abriu na quinta-feira, 17 de junho, e quer ser uma alternativa de luxo aos resorts de praia.
É uma vista incrível

Ainda se sente o cheirinho a novo. O 3HB Faro é o mais recente hotel da cadeia e começou a receber os primeiros hóspedes esta quinta-feira, 17 de junho. Um hotel marcadamente urbano numa região onde as atenções estão quase sempre viradas para os areais. É precisamente esse o mito que o primeiro cinco estrelas de Faro quer desmontar.

“Faro não é um destino óbvio para quem pensa no Algarve”, sublinha à NiT Rodrigo Roquette, diretor de marketing e comunicação da 3HB Hotels. “Há muita gente que vem há anos para o Algarve e não conhece o centro histórico de Faro que é lindíssimo.”

Embora esteja implantado no centro histórico da capital de distrito, tem como objetivo servir não só de ponto de partida para quem quer descobrir a cidade, mas também de base para a descoberta da natureza, da Ria Formosa, das ilhas e das praias, que estão a poucos quilómetros de distância.

Esta capacidade de adaptação é também uma grande vantagem, assinala Rodrigo Roquette. “Conseguimos juntar as duas coisas, um turismo mais gastronómico e cultural com a facilidade de estarmos em frente a um património natural imenso. Acaba por ser um hotel menos sensível à sazonalidade”, nota.

O projeto expande-se por dois antigos edifícios do centro de Farto, que em tempos funcionaram como cinema e galeria. No seu interior existe um acesso pedonal que liga duas ruas — e que reforça o estatuto de “bairro” que os responsáveis pretendem dar ao hotel.

“Chamamos-lhe, a brincar, o bairro, porque queremos que seja um pólo de lazer, de encontro com a gastronomia e cultura, muito virado para a cidade”, explica. E isso transparece, desde logo, num dos restaurantes, o Forno Nero, com entrada para a rua que permitiu fazer a inauguração muito antes, logo em setembro.

A piscina infinita no rooftop

Trata-se de um restaurante de matriz italiana, mas que agarra na simplicidade de confeções, ingredientes e sabores dessa cozinha, para lhe juntar muitos dos produtos locais algarvios. A prova: basta olhar para a bruschetta de biqueirão ou uma burratta emparelhada com a tão típica muxama. Depois encontra na carta as tradicionais pizzas e risottos, uns mais italianos do que outros.

Do rés do chão, viajamos até ao rooftop, o ponto mais brilhante do novo 3HB Faro. É lá que mora o outro restaurante do complexo, o Hábito, que aposta na cozinha de autor do chef Adérito Almeida, antigo chef do Vila Monte Farm House.

O conceito transparece no logótipo, explica Rodrigo Roquette: “É um polvo com um capacete de astronauta. É um produto muito regional, mas com uma abordagem criativa.” Há, por exemplo, xarém de berbigão com salicórnia da Ria Formosa (8€) ou uma tiborna de muxama de atum com requeijão de São Brás (12€), risotto de carabineiro (34€), polvo de Santa Luzia em tempura com arroz de coentros (23,5€) ou barriga de leitão cozinhada por 24 horas (28€).

Na carta transparecem os “hábitos ancestrais, receitas tradicionais e produtos da região”, com uma “reinterpretação do chef”. Existem dois menus, um de almoço e outro de jantar, mas todos com opções sedutoras. 

Sem sair do rooftop pode ainda relaxar no espaço lounge, deitar-se nas espreguiçadeiras, aquecer-se junto à lareira exterior e dar um mergulho na piscina infinita com um olho no centro da cidade e outro na Ria Formosa.

Caso prefira um mergulho mais recatado, entre os 104 quartos do hotel existem cinco com direito a um jacuzzi privado na varanda, sendo que outros apostam nas banheiras de hidromassagem interiores. De resto, o responsável pela comunicação do hotel adianta que, apesar de serem muitos, os quartos são quase todos eles diferentes — e com áreas bastante mais generosas do que é habitual em hotéis de cidade. Os preços da estadia começam nos 200€ e podem chegar aos 505€ em época alta para as suites mais luxuosas.

As maiores suites chegam a superar os 50 metros quadrados e as mais pequenas oferecem uns generosos 22 metros quadrados. Têm, na sua maioria, acima de 30 metros quadrados, com uma decoração de assinatura do designer Paulo Lobo.

O quarto com jacuzzi privado

A decoração aposta numa combinação de materiais e texturas, do ferro, à madeira, à pedra e cerâmica tradicional. “A ideia passava por criar um design em sintonia com a cultura e arquitetura local. Trazer elementos contemporâneos e rústicos, através de peças de artesanato local, das palhinhas aos tecidos.”

O que há mais para contar: a lista é longa e envolve um spa com piscina interior, sauna, banho turco, duches sensoriais e salas de tratamento; um parque infantil; um bar e um ginásio que funciona 24 horas por dia.

É, no fundo, um hotel que procura quebrar velhas tradições. A primeira, a que maioritariamente leva os turistas para longe da agitação da capital; a segunda é que, no meio de todo este luxo, se encontra um motivo para visitar a região, mesmo no inverno. Só tem que escolher se quer aquecer-se à lareira, no jacuzzi ou com um bom prato comida reconfortante.

Carregue na galeria para ver mais imagens do novo 3HB Faro.

 

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua Vasco da Gama, 33, Faro
    8000-442 Faro
ESTILO
hotel
PREÇO MÉDIO
Mais de 200€
AMBIENTE
urbano

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT