Turismos Rurais e Hotéis

O novo refúgio do Algarve é uma homenagem ao médico que marcou uma vila da região

Na Casa Portus perdura a memória de Mário Porto, um pediatra que ajudou centenas de miúdos em São Brás de Alportel (e não só).
É um refúgio ao Algarve caótico.

Algumas pessoas que passam pela nossa vida marcam-nos para sempre e deixam memórias dos momentos felizes que passámos. Na vida de Vladimiro Neves, de 32 anos, foi o sogro quem deixou esta marca. Mário Porto faleceu em 2020 mas, ao longo da vida, impactou a vida de centenas de habitantes do Algarve, mais especificamente da vila de São Brás de Alportel.

“Era um médico conceituado aqui na região”, começa por contar Vladimiro à NiT. Chamavam-no de Marinho, e era pediatra. Esteve na guerra do Ultramar e, quando voltou, tirou o curso de medicina na Universidade de Coimbra. Ao longo do seu percurso profissional abriu uma clínica em Olhão e deu aulas e consultas no Brasil. “Era uma pessoa muito culta, mas muito humilde na maneira de ser, e daí ter criado tantos laços”, realça o genro.

Como forma de o homenagearem e manterem vivo o seu legado na comunidade, Vladimiro e Mariana Porto, a mulher, de 33 anos, decidiram tornar a sua casa num alojamento rural. O casal conheceu-se em 2016. Ambos trabalhavam na marinha portuguesa e estavam no mesmo navio quando os seus caminhos se cruzaram. Ele é oficial e ela era marinheira, responsável por apoiar a cozinha e a servir as refeições.

Mariana sempre esteve muito ligada à área da hotelaria e Vladimiro às ciências militares. Trabalhou, inclusive, com o Almirante Gouveia e Melo no processo de vacinação contra a Covid-19. O alojamento que abriu portas a 15 de junho, é um projeto muito diferente daqueles a que estava habituado. Além disso, começaram-no durante a pandemia.

Quase deixámos este sonho cair várias vezes, mas fomos resilientes”, afirma. Estava tudo fechado em casa e o turismo não parecia ser uma boa aposta. Porém, rapidamente perceberam que, à medida que a crise pandémica ia ficando mais estável, os portugueses queriam sair e procuravam espaços tranquilos onde pudessem ficar com a família. Decoraram toda a casa e pintaram-na, juntamente com a ajuda de outros familiares, e o que criaram foi “um paraíso escondido no Algarve”. “Normalmente dizem que o Algarve é um inferno por causa do calor, do trânsito e todas as pessoas que cá estão. Nem dá para descansar”, refere o proprietário.

Ali, o objetivo é mesmo esse: deixar todas as preocupações para trás e respirar o ar puro da serra onde a Casa Portus está inserida. É um sítio isolado onde podem também aproveitar o sol à beira da piscina ou no alpendre com paisagens deslumbrantes. “Só se ouve a natureza, sem confusão” e os hóspedes podem facilmente pegar numa das bicicletas da propriedade e rumar em direção às aldeias mais próximas, “onde se contam as histórias do Medronho e do bailarico.” Passa também pelas várias praias, como a de Quarteira ou de Loulé.

Também não faltam outra oportunidades de entretenimento. A uma curta distância encontra, por exemplo, o Museu do Traje, tours em jipes pela natureza e um eco trail que passa por grande parte do Algarve. Para ir com os miúdos tem algumas quintas pedagógicas com diversos animais. “Também podem aproveitar o jardim com sobreiros, mergulhar na piscina, apanhar frutos nas árvores em família. Somos um turismo de descanso”, resume. O alojamento também é pet friendly e, por lá, encontra várias casotas e spots para os patudos comerem e beberem. “Eles também fazem parte da família. São tão nossos quanto os filhos”, aponta Vladimiro.

A Casa Portus tem quatro quartos e consegue receber até oito pessoas. Mas, até ao próximo verão, planeiam aumentar a capacidade para dez, porque vão criar uma sala de estar junto à piscina. Ao chegar lá vai receber um pack oferta com bolos tradicionais e medronho. “Queremos espalhar a cultura portuguesa.”

A estadia mínima é de duas noites e custa desde 475€ para o mês de outubro. Como forma de homenagem a Mário Porto, entre dois a cinco por cento da receita anual do alojamento reverte a favor do Centro de Saúde de São Brás de Alportel, para o serviço de apoio aos miúdos.

Carregue na galeria para viajar até à serra algarvia.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT