Turismos Rurais e Hotéis

Quinta da Pitarrela: o refúgio no meio das vinhas de um casal apaixonado pelo Douro

Abriu em 2015. Agora, o turismo rural a três quilómetros do centro histórico de Peso da Régua tem três novas casas.
Fica no coração do Douro.

Tiago e Sónia Ribeiro, de 51 e 55 anos, respetivamente, viveram infâncias felizes em Peso da Régua, bem no coração do Douro. Mais tarde, já namorados, instalaram-se no Porto por motivos profissionais. Ele é engenheiro automóvel e proprietário de empresas do mesmo setor; ela é educadora de infância e chegou a abrir um jardim de infância em Leça de Palmeira. Apesar da mudança, nunca esqueceram o lugar onde cresceram.

Afinal, a família de ambos sempre esteve envolvida na produção de vinho e detinham várias quintas na região. Uma delas, a cerca de três quilómetros do Peso da Régua, já lhes pertencia há mais de 40 anos e servia apenas como armazém de vinho — até que Tiago começou a olhar para a propriedade de outra forma. 

“Estava praticamente devoluta e achei que podia ser giro reabilitar o espaço para o turismo, isto em 2013, altura em que o turismo começou a dar passos na zona do Douro”, começa por contar à NiT. Apaixonados pela região, decidiram renovar a propriedade. Transformam as ruínas que por lá ficaram em duas casas e instalaram uma piscina.

Tudo começou com “pouca ambição”, mas assim que as duas unidades de alojamento ficaram concluídas — a do Xisto, com cinco quartos; e a da Rosa, com dois — perceberam o potencial do que haviam construído.

A história da Quinta da Pitarreia, que conta já com vários capítulos, começou a ser escrita no final de 2015, quando recebeu os primeiros hóspedes. “Tomou uma proporção que não estávamos à espera. Foram chegando pessoas um pouco de tudo o mundo e o negócio começou a fluir”, admite.

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Quinta da Pitarrela (@quinta_da_pitarrela)

Volvidos três anos desde a inauguração, perceberam que já tinham procura suficiente para aumentar a oferta e deram início a um projeto de expansão, que arrancou em 2019. Com a pandemia, tudo demorou mais do que o esperado, mas, em janeiro deste ano, a Quinta da Pitarrela já tinha mais três unidades de alojamento (e uma segunda piscina) no portfólio: a Casa da Árvore, a Casa dos Caseiros e a Casa do Pomar.

A Casa da Árvore, construída no local onde antes existia “uma árvore muito antiga”, é “perfeita para um casal que procura uma estadia relaxada no coração do Douro”. Os hóspedes têm acesso a um estúdio completo, com kitchenette, uma casa de banho e sala de estar. 

Já a antiga casa dos trabalhadores da quinta, composta por dois quartos, kitchenette, casa de banho e sala de estar, é ideal para famílias e grupos de amigos. O mesmo acontece com a Casa do Pomar, também com dois quartos. Ambas dispõem pátios exteriores equipados para refeições ao ar livre.

A Casa do Xisto, com capacidade para acomodar até 10 hóspedes, continua a ser a mais espaçosa. Conta com três suites, dois quartos, duas casas de banho, sala de estar com lareira e sala de jantar.

A decoração dos quatro alojamentos apresenta pormenores distintivos, com uma característica comum: o casal optou por recorrer a materiais abundantes na própria quinta, como o xisto. As lajes em granito dos antigos lagares passaram para as lareiras, as janelas foram transformadas em espelhos e as portas ganharam uma nova vida como cabeceiras de cama.  Ou seja, a maioria dos elementos decorativos foram reutilizados.

Independentemente da casa escolhida, todos os hóspedes têm acesso partilhado à propriedade vinícola e às duas piscinas, com vistas panorâmicas sobre os socalcos e para as majestosas montanhas da região.

A experiência dos visitantes fica completa com o entrega diária de pão fresco pelo padeiro da zona, “o mesmo que entregava às nossas avós”. 

O preço da estadia oscila entre os 140€ (Casa dos Caseiros) e os 480€ (Casa do Xisto). As reservas podem ser feitas online.

Carregue na galeria para ver mais imagens da Quinta da Pitarrela, a três quilómetros do centro histórico de Peso da Regua.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua da Pitarrela
    5050-361 Peso da Régua
ESTILO
turismo rural
PREÇO MÉDIO
Entre 100€ e 200€
AMBIENTE
rural

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT