Turismos Rurais e Hotéis

Quinta da Riba Má: o novo turismo rural com piscina infinita sobre o Gerês

A propriedade está há mais de quatro séculos na família dos proprietários. Abriu agora e pela primeira vez aos hóspedes.
É uma casa cheia de história.

Na pequena aldeia de Soutelos, a dois quilómetros do Parque Nacional Peneda-Gerês, está a Quinta da Riba Má, um pequeno refúgio envolto na natureza silenciosa do interior. Com uma vista deslumbrante sobre a Serra do Gerês, o novo alojamento agroturístico abriu aos hóspedes em abril deste ano e promete ser uma verdadeira viagem pela história desta região.

A propriedade manteve-se durante mais de quatro séculos na família do atual dono, Júlio Pereira, de 60 anos. A quinta tem como ponto central um edifício de habitação, “de estilo tradicional, de data indeterminada mas anterior ao século XVII, de que restam ainda importantes vestígios”. Porém, de geração em geração e com o passar dos anos, a propriedade com séculos de história inevitavelmente começou a deteriorar-se.

Sendo um património da minha família, custava-me vê-lo em degradação, já nem telhado tinha. Achei que devia fazer tudo o que pudesse ao meu alcance para a recuperar e a forma que encontrei foi através da exploração turística”, conta à NiT o proprietário, que se recorda perfeitamente dos dias em que passou férias naquela casa com os avós. 

“Na altura, nos anos 50, mudar de sítio e sair de casa já era uma coisa muito importante. Eu vivia a mais de 100 quilómetros de distância. Sempre que ia para lá, toda a gente tinha especial cuidado comigo, era o mais pequeno. Isso criou uma ligação bastante próxima”, relembra Júlio Pereira, que vive em atualmente em Maia. Apesar de pequenino, lembra-se bem de passar os dias na antiga cozinha, que hoje é a receção da quinta. 

A propriedade pertencia aos avós paternos de Júlio, passando depois para um dos seus tios. “O meu tio faleceu sem descendentes, portanto passou para o meu pai e agora para mim e para um dos meus genros”. Esta herança acabou por ficar ao abandono durante alguns anos, até que renasceu como turismo rural, cujo investimento andou à volta de um milhão de euros. 

“Eu mostrei o projeto a um dos meus genros e ele achou interessante, por isso avançámos com isto. O meu filho, como é licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, assumiu as funções de gerente”, sublinha o pai de Pedro Pereira, de 40 anos.

De forma a respeitar a estrutura inicial da casa e, ao mesmo tempo, ampliá-la para ter melhores condições, os responsáveis contrataram um gabinete de arquitetura do Porto para criar um ambiente capaz de unir o antigo e o moderno. “A ideia era preservar o máximo possível as característica típicas da construção dessa época e tentar criar condições que correspondessem às exigências atuais”, explica o proprietário. 

Apesar do novo design, é impossível apagar os séculos de história daquela propriedade. Na parte mais antiga do edifício, por exemplo, encontram-se em exposição dois contratos de emprazamento, um em 1700 e outro em 1765, celebrados pelos ascendentes dos atuais donos.

“O nome da quinta, Riba Má, deriva da designação dada ao precipício de mais de 200 metros que separa os terrenos do vale do Rabagão”. Envolvida por um ambiente acolhedor, a propriedade é composta por nove quartos totalmente equipados. Cada um deles está batizado com um nome que remete para as paisagens mais bonitas da região: o quarto de Soutelos; o quarto de Cabril; o quarto do Pincães; o quarto da Misarela; o quarto do Tordo Velho; o quarto da Pigarreira; o quarto do Poço das Trevas; e o quarto da Cabreira.

O de Soutelos é o único quarto familiar da quinta, constituído por dois dormitórios independentes: um deles tem uma ampla cama de casal; o outro com duas camas individuais. Os hóspedes podem encontrar também uma sala de estar, com uma lareira para aquecer as noites de inverno, uma sala de refeição, uma cozinha totalmente equipada e uma eira de pedra transformada em esplanada. O grande destaque é, no entanto, a piscina infinita com uma vista panorâmica sobre a Serra do Gerês — até porque já é o local favorito de todos os visitantes.

Outro ponto forte deste turismo rural é, sem dúvida, a localização. Num raio de 30 quilómetros à volta da aldeia, os hóspedes podem descobrir as belas paisagens dos concelhos de Vieira do Minho ou Terras de Bouro, as serras do Gerês ou da Cabreira, as albufeiras do Alto Rabagão ou Venda Nova, e as cascatas das Fragas da Pena Má ou Sete Lagoas.  Além destes pontos turísticos, “na própria quinta e zona envolvente, existem caminhos com vistas belíssimas e que permitem uma boa observação da fauna e flora locais”.

Os preços da estadia variam consoante a época, mas nos meses de verão começam a partir dos 120€ por noite. 

De seguida, carregue na galeria para conhecer melhor a Quinta da Riba Má. 

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT