Turismos Rurais e Hotéis

Rostos da Aldeia quer dar a conhecer as aldeias do interior e as suas gentes

O novo projeto vai juntar entrevistas, reportagens e muitas histórias de quem faz das aldeias, quase desertas, a sua casa.
a aldeia pelos olhos de Tiago Cerveira

O combate ao despovoamento. É este o mote do novo projeto Rostos da Aldeia da jornalista Luísa Pinto, Tiago Cerveira, videógrafo, e Filipe Morato Gomes, autor do blogue Alma de Viajante. Esta plataforma vai reunir entrevistas, reportagens, vídeos e guias práticos sobre as pessoas que vivem em algumas das aldeias portuguesas mais desertificadas.

O site tem também uma loja online onde os visitantes serão direcionados para produtos regionais ou até serviços locais, como passeios ou workshops. O objetivo final é que haja um contributo para a economia local através do turismo, com guias para dormidas e atividades, de forma a aliciar mais visitantes.

As aldeias de Ferraria de São João, em Penela, e em Campo Benfeito, Castro Daire, foram as primeiras a receber a equipa deste projeto e já estão disponíveis. Mas a ideia agora é percorrer o país de lés a lés, ouvindo mais histórias e pessoas inspiradoras que ajudem a motivar novos visitantes e quem sabe até possíveis novos moradores.

Luísa Pinto conta que o Rostos da Aldeia quer “levar a atenção a essas aldeias, muitas das quais resistiram no tempo mesmo depois de quase se esvaírem de gente, revelar o quotidiano, a rotina, o labor e o amor de que se faz a vida das suas gentes. Falar dos chamados territórios de baixa densidade enquanto lugares de oportunidades”. E acrescenta: “Com espírito de missão mas sem romantismos, porque viver no interior não é um mar de rosas”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT