Turismos Rurais e Hotéis

O grupo da Serra da Estrela que apostou em hotéis glúten free — e diz que valeu a pena

Dos quatro hotéis certificados como sem glúten no País, três são da mesma cadeia nacional. A NiT quis perceber porquê.
Vai querer passar férias aqui.

A notícia chegou no início de novembro: a Associação Portuguesa de Celíacos (APC) tinha acabado de certificar o Sport Hotel, na Covilhã, como Glúten Free. Quer isto dizer que, nesta unidade, qualquer pessoa que não possa consumir glúten, está segura: todos os processos são assegurados para que os produtos alimentares finais sejam aptos e seguros para celíacos, não existindo o risco de contaminação cruzada. 

Na verdade, o Sport Hotel tornava-se assim a terceira unidade do Grupo Natura IMB Hotels a conseguir esta distinção, juntando-se ao H2otel, em Unhais da Serra, e ao Puralã, também na Covilhã, que viram agora também a sua certificação renovada. Quatro hotéis no total têm em Portugal esta certificação: três são deste grupo.

A NiT falou com o Natura IMB Hotels, o maior grupo hoteleiro da região da Serra da Estrela, que tem um passado ligado à indústria têxtil da região; para entender no que consiste exatamente um hotel glúten free; porquê esta aposta; que cuidados são tomados; e se compensa o investimento.

O Sport Hotel.

Segundo fonte do grupo, dos três hotéis o Sport apenas tem certificação no que concerne à oferta de pequeno-almoço, simplesmente porque não tem outras refeições disponíveis. Para conseguir a distinção para as unidades, a cadeia contactou inicialmente a APC visto no quotidiano realizar já inúmeras refeições e menus sem glúten.

Posteriormente, a Biotrab “entrou em contacto connosco, e auxiliou-nos na concepção do circuito isento de glúten, ministrou formação ao nosso Staff e realizou várias auditorias”, explica-nos fonte da cadeia serrana.

Quanto às diferenças, face à restante oferta, elas consistem no facto de todas as refeições que se destinam ao doente celíaco serem tratadas de uma forma específica e diferenciada. Desde a selecção dos alimentos, encomenda, preparação, confecção e entrega do produto final, “todos têm um circuito diferenciado e alocado a um protocolo que garante a isenção de glúten em todas fases do processo. Todo este processo tem a supervisão técnica da nossa nutricionista”, garante o grupo.

A aposta surgiu porque a cadeia assumiu fazer questão que todos os clientes tivessem acesso à alimentação que necessitam; “e que o facto de terem alguma condicionante clínica não fosse um factor” limitante. “Já trabalhávamos a alimentação sem glúten há mais de 10 anos. Contudo, o facto de obtermos a certificação faz com que o cliente que nunca tenha estado connosco se sinta mais seguro e sem receios”, adianta o grupo Natura.

Não quer dizer que não seja isento desafios: “é um desafio enorme pois o staff tem que estar muito bem formado nesta área, além do investimento por se tratar de uma linha específica que requer equipamentos e utensílios que se destinam apenas a este fim”, explica o espaço.

Mas compensa: “há muita procura e constatamos que o cliente que usufrui das nossas refeições se sente seguro, integrado e feliz. Por norma regressam diversas vezes e sempre que lhes é possível”, diz a responsável da cadeia.

O Puralã.

Segundo a Associação Portuguesa de Celíacos, cerca de 100.000 portugueses têm doença celíaca , podendo haver muitos mais por diagnosticar. Sobre o ano de 2020, não há no entanto distinção ‘glúten free’ que faça milagres: tem sido, diz o Natura IMB Hotels, “o ‘annus horribilis’ de hotelaria e restauração”. Ainda assim, os hotéis do grupo criaram um protocolo de segurança, desde sanitária a alimentar, aos vários processos e medidas essenciais para a prevenção do novo coronavírus.

Além disso, para fazer face a este ano e tentar inverter as quedas, o grupo diz estar a apostar em fortes campanhas promocionais. A título de exemplo, frisam, está disponível uma campanha especial para os feriados de dezembro para o Puralã Hotel e o Hotel Lusitânia, em que na compra de três noites de alojamento, os hotéis oferecem a quarta noite, sendo que as crianças até aos 10 anos não pagam.

Uma noite no H2otel começa nos 180€; no Puralã hotel nos 70€; e no Sport Hotel nos 50 euros. As reservas podem ser feitas online. De seguida, leia a crítica da NiT ao H2otel, que além de tudo o resto tem uma piscina aquecida que é das mais incríveis do País.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Avenida das Termas, Unhais da Serra, Apartado 459
    6215-574 Unhais da Serra
ESTILO
hotel
PREÇO MÉDIO
entre 151€ e 250€
AMBIENTES
serra, spa

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT