Turismos Rurais e Hotéis

As regras que os hotéis têm de cumprir para receber selo de qualidade contra a Covid

O selo Clean&Safe atesta que uma unidade hoteleira, ou turística, tem todas as condições de proteção.
São várias as novas regras.

Vários são os alojamentos que pretendem reabrir já nos meses de junho ou julho. Porém, cada reabertura terá de ser feita implementando várias novas medidas de proteção contra o novo coronavírus.

Para regular estas medidas, foi criado um selo de qualidade pelo Turismo de Portugal, que colocará vários espaços na lista de unidades seguras para voltar a funcionar e a receber hóspedes já este verão.

Entre as várias medidas para a obtenção do selo de qualidade — batizado como Clean&Safe — contam-se: check-in e out por via eletrónica, disponibilização de um kit de proteção individual aos cliente — que terá no mínimo uma máscara e um par de luvas descartáveis e que poderá ser cobrado —, e os espaços passam a ter capacidade máxima, noticia o “Eco”.

Além disso, as maçanetas e interruptores têm de ser desinfetados várias vezes, bem como os espaços comuns, as fardas e roupas de cama têm de ser lavadas a 60.ºC, as casas de banho que tenham secadores de mãos devem ter toalhetes de papel, e as piscinas vão poder abrir.

No caso das agências de viagens e turismo que tenham o selo Clean&Safe, só podem vender programas ou produtos de empresas que tenham o mesmo selo. Até ao dia 11 de maio, foram concedidos 3232 selos de garantia.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT