Turismos Rurais e Hotéis

Os premiados Magic Spa só utilizam produtos naturais inspirados na ilha da Madeira

Os tratamentos disponíveis inspiram-se em técnicas dos quatro cantos do mundo para oferecer uma experiência mais singular.
Planeiam abrir um novo espaço em breve.

Todos aqueles que já passaram por uma unidade hoteleira do grupo Pestana tiveram a oportunidade de conhecer o Magic Spa (isto, claro, se o hotel tiver disponível esta opção). Este projeto nasceu em 2012 na ilha da Madeira, numa altura em que existam apenas nove unidades pelo País. Atualmente, já contam com 31.

Catarina Lopes, a diretora executiva daquela vertente dos hotéis, formou-se em Desporto e imaginava vir a ser professora de educação física. Porém, os planos que tinha mudaram quando começou a trabalhar com os proprietários da cadeia hoteleira. “Era personal trainer da família Pestana, convidaram-me a gerir o health club da Madeira em 2005”, conta à NiT. Não era uma mudança muito radical, visto que poria em prática o curso tirado.

Manteve-se ligada ao clube mas foi agregando outras funções dentro do grupo. Em 2012, consideraram que seria a pessoa ideal para abraçar o projeto dos spas que estava a nascer. “Ao início disse que não”, recorda-se, mas o diretor acabou por a convencer. Via nela algo que, provavelmente, a própria ainda não sabia se queria fazer. O facto de não ter background naquela área não a deixou preocupada, mas levou-a por novos caminhos académicos, tendo tirado uma pós graduação enquanto spa manager.

“Durante o curso percebi que se fizéssemos uma marca própria, 100 por cento natural, sendo os spas de hotelaria um espaço de acolhimento de pessoas que já têm as suas rotinas do dia a dia e que usam as suas marcas, isso iria criar uma menor incompatibilidade com esses mesmos produtos”, explica. Foi assim que nasceu a Magic Potion, onde todos os componentes são totalmente naturais e “feitos com vegetais do nosso planeta.”

Os produtos da marca têm óleos essenciais de origem 100 por cento natural, não contêm parabenos, corantes nem aromas artificiais. São vegan e não testados em animais. Os aromas escolhidos foram mel e maracujá “que nos remetem para a ilha da Madeira, onde nasceu o Grupo Pestana e também os Magic Spa.” O desejo inicial era fabricá-los em Portugal, mas não encontraram um laboratório com capacidades para tal. Atualmente, a produção é feita em Espanha, mas as patentes são totalmente portuguesas.

“Seguindo a filosofia dos nossos produtos Magic Potion, aliámos os tratamentos a outras marcas de renome que contam com a mesma visão, nomeadamente óleos essenciais que nos dão a conotação de spa terapêutico e a marca Suta Spirulina Technology, com quem desenvolvemos uma parceria neste período de confinamento em que nos comprometemos a acompanhar os clientes através de consultas gratuitas, via Zoom, para avaliações de pele realizadas pela Doutora Mirela Suta (dermatologista e CEO da marca)”, acrescenta a empresária de 47 anos.

Uma passagem por aqueles centros de relaxamento também poderão contar com os serviços mais tradicionais, como tratamentos de corpo e rosto, massagens relaxantes, energizantes ou desportivas, limpezas de pele e lifting de rosto. Outra opção é o programa Rebalance, cujo objetivo é reequilibrar o corpo e mente.

Na esperança de oferecerem uma experiência ainda mais exclusiva, vão buscar inspiração aos quatro cantos do mundo, adotando diferentes técnicas — mas sempre com um protocolo pensado totalmente por eles. Catarina Lopes destaca os tratamentos orientais.

“No início foi uma descoberta, e um estudo incessante com a preocupação de fazer bem feito, sempre trabalhando a prevenção da nossa saúde. Acreditamos que temos sido muito bem sucedidos, pois ao longo destes nove anos fomos premiados com 29 prémios pela Luxury Spa Awards, sendo que um deles, distinguiu o Magic Spa do Pestana Casino Park Hotel, como o melhor do Mundo”, diz com orgulho.

Se a pandemia não atrasar os planos de expansão, esperam ter um novo spa já em maio, situado num novo hotel no Douro.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT