Turismos Rurais e Hotéis

The Wilds: Pousadas de Juventude estão a oferecer estadias maravilhosas

É muito simples: só tem de concorrer, partilhar experiências de forma autêntica e ganha alojamento nestas pousadas.
Uma proposta irresistível.

Qualquer português pode, a partir de agora, pegar no seu lado mais aventureiro, partilhar as suas experiências e eventualmente tornar-se num embaixador das Pousadas de Juventude. A rede de alojamento, uma das maiores do País, lançou no final de 2021 o The Wilds: o novo programa de embaixadores que ajuda a que os aventureiros portugueses possam ganhar estadias gratuitas em todo o território, ao mesmo tempo que “vestem a camisola para divulgar o melhor de Portugal”.

Criadores de conteúdo, influenciadores sociais, bloguers, fotógrafos, wanderlusters ou, simplesmente, pessoas apaixonadas por viajar, fotografar e explorar destinos, culturas e realidades são o alvo deste novo programa. O objetivo? Convidar a partilhar experiências de forma autêntica e única, para inspirar a comunidade digital das Pousadas de Juventude.

Segundo informações da Movijovem, qualquer pessoa, independentemente da idade, pode utilizar as Pousadas de Juventude; e qualquer pessoa, não interessa a idade, pode concorrer.

A inscrição no programa pode ser feita no site oficial das Pousadas de Juventude. Depois, os candidatos serão selecionados “com base na sua afinidade e ligação à missão e ao espírito das Pousadas de Juventude”. Todos os The Wilds receberão, como welcome kit, uma t-shirt e um lenço The Wilds. Este é um programa de embaixadores feito “para perdurar no tempo” e “sem data de validade”, explica a direção de Marketing da Movijovem à NiT.

“É um projeto sem termo; uma experiência on going”, adianta a mesma fonte. “Estamos à procura de embaixadores com espírito de aventura (wild), sejam mais ou menos jovens. Não há restrições de localização. Não há limitações de status profissional, embora exista uma vontade de angariar candidatos com aptidão e capacidade para divulgação digital, blogs e redes sociais (seja em foto, vídeo ou texto), das áreas onde as Pousadas de Juventude atuam ou estão ligadas: turismo, viagens, oferta cultural, sustentabilidade, etc. A saber que o número de seguidores do candidato não é fator de exclusão”, adianta a mesma fonte. 

Além disto, cada candidato é livre de selecionar uma área de contributo: pode escolher a área que mais lhes agradar, no formulário online.

Quanto aos passos, são simples: preencher o formulário e aguardar contacto por parte das Pousadas. As candidaturas são avaliadas por um júri interno, heterogéneo e de diferentes idades e departamentos da Movijovem. A avaliação é feita em função da adequação do candidato à essência, valores e ambições das PdJ. 

Os candidatos que possuam perfis privados devem permitir o following por parte das Pousadas, em @pousadasjuventude.pt  O contacto é realizado via email e os candidatos devem estar atentos ao mesmo, através do qual receberão indicações (incluindo caixas de spam). Apenas os selecionados serão contactados.

À NiT, a Movijovem explica que esta foi uma ideia que surgiu aquando do reposicionamento de comunicação digital para as Pousadas de Juventude, numa tentativa de aproximar as Pousadas ao público em geral: “Dando-lhes a oportunidade de viverem e partilharem, de forma autêntica e sem filtros, a sua experiência de alojamento”.

“Simultaneamente, desconstruir aquilo que são as Pousadas de Juventude, quebrar pré-conceitos, conhecerem o serviço, o que oferecem, a universalidade, os seus valores. As Pousadas são para todos, sem exceção, e os ‘poucos’ requisitos para se candidatarem a este programa são o espelho disso”, acrescenta a mesma fonte.

As expetativas são, garante de “uma forte adesão”. Se, “por ser fácil e grátis, ajuda-nos a captar interessados, a verdade é que achamos que falar e criar em nome das Pousadas de Juventude é um projeto que se encaixa muitíssimo bem nos interesses atuais de grande parte dos jovens. Acima de tudo, esperamos que deem a conhecer o melhor do nosso país e se divirtam, ao mesmo tempo que inspiram outros a conhecer-nos”.

Até porque não há limites, para o número de The Wilds. “Não há, uma vez que é um projeto sem término previsto. Em função do número de candidatos, são geridas fases de participação na experiência, uma vez que terão sempre de coexistir com as reservas de hóspedes/turistas existentes”. 

Na prática, nesta fase inicial, cada candidato selecionado viverá uma a duas experiências, materializadas em visitas às Pousadas. Os vencedores terão ainda a oportunidade de escolherem a Pousada dentro da rede gerida pela Movijovem.

Segundo David Costa, diretor comercial da Movijovem: “Este projeto simboliza na perfeição a missão das Pousadas de servir o público jovem, apoiando a sua mobilidade, amplificando a sua voz e dando espaço à sua criatividade. Acreditamos que os ‘The Wilds’ vão incorporar este espírito e ajudarão a comunicar que fazemos um turismo diferente: baseado na aprendizagem, na solidariedade e na sustentabilidade”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT