Turismos Rurais e Hotéis

Vai poder dormir neste antigo espigueiro em Arouca que irá fazer sucesso no Airbnb

A The Granary House abre no início de 2023. Ali irá adormecer a ouvir os sons da natureza, como o do rio que corre por perto.
É sinónimo de tranquilidade.

Arouca tornou-se numa região incontornável para os fãs e entusiastas do turismo de natureza graças às várias atrações que têm sido inauguradas nos últimos anos na região. Podemos destacar a enorme (e assustadora, convenhamos) ponte suspensa, os deslumbrantes passadiços e a Serra da Freita, com inúmeros trilhos para percorrer. No início do próximo ano terá uma nova (e tranquila) casa onde pernoitar.

Chama-se The Granary House e é um projeto da Mima Housing, que já tem vários outros alojamentos. A empresa é de Mário Sousa, de 38 anos, e Marta Brandão, de 37. “Neste caso, a dona da casa é uma familiar, por isso é um projeto mais pessoal”, conta Marta à NiT. Também foi ela que desenhou o alojamento.

Antigamente, costumava ser um espigueiro (é isso que significa “granary”, em inglês). A reconstrução, que durou um ano, manteve o formato original do edificado. “É isto que torna o projeto diferente”, revela. Fizeram um período experimental durante o qual os hóspedes foram os amigos e familiares e que já chegou ao fim. A abertura oficial irá acontecer no início de 2023.

A familiar de Marta tem um outro alojamento na propriedade, imediatamente acima deste antigo espigueiro. Chama-se Casa Rústica e tem sido um sucesso em plataformas como o Airbnb. “Está sempre alugada. Já que ela [a familiar] era dona deste terreno, fazia sentido investir num outro projeto”, explica Marta.

“Aquilo que tentei alcançar foi a coerência total do conjunto. É importante para mim que a propriedade seja um todo.” Todos os detalhes foram meticulosamente pensados, dos materiais utilizados na construção a apontamentos mais pequenos como os talheres, louça e copos. “Existem outros exemplos deste estilo em Portugal, mas é difícil encontrá-los.”

O objetivo era criar uma imagem contemporânea e minimalista, mas que, ao mesmo tempo, “não fosse fria e despida, mas sim rústica, quente, confortável e acolhedora”. A coerência que existe dentro da casa reflete-se no exterior: o edifício integra-se perfeitamente na paisagem natural que o rodeia.

As noites ali passadas prometem ser tão relaxantes quanto as horas que passará apenas a olhar pela janela. A The Granary House está rodeada de árvores e pouco mais. Ouvirá uma espécie de canção de embalar vinda do rio que flui ali perto e que se ouve dentro da casa. Ali, todos os sentidos são ativados. “No interior sente-se o cheiro da madeira usada na sua composição. Em termos visuais é interessante porque há um pano de fundo completamente verde. E ouvem-se os sons da natureza como os rios e os pássaros”, descreve.

O sentido do tato é estimulado por materiais suaves e naturais, como os têxteis em linho que vestem as camas. E para que o paladar também seja convocado, darão a todos os hóspedes contactos de restaurantes que entregam pratos típicos da região, como a vitela arouquesa. “Este conjunto sensorial torna a experiência muito interessante”, realça.

Entre outubro e maio, ou seja, em época baixa, uma noite custará 250€, no resto do ano o valor sobe para 300€. A estadia mínima é de duas noites e o alojamento pode receber até quatro pessoas.

Carregue na galeria e descubra o novo alojamento em Arouca onde poderá dormir em breve.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT