Viagens

12 pessoas assistidas com ferimentos após episódio de turbulência em voo

O avião da Qatar Airways viajava de Doha para Dublin quando sofreu o violento abalo que afetou passageiros e tripulantes.

Desapertar o cinto, só mesmo no momento de ir à casa de banho. O conselho é dado repetidamente por todos os especialistas e tripulantes de bordo — e por boas razões. Este domingo, 26 de maio, um episódio de turbulência levou a que uma dúzia de passageiros de um voo da Qatar Airways tivessem de ser assistidos no hospital.

O avião descolou de Doha, no Qatar, e tinha Dublin como destino. O inesperado incidente aconteceu durante a passagem sobre os céus da Turquia.

O voo QR018 “encontrou turbulência” no trajeto e o abano levou a que “seis passageiros e seis tripulantes tenham ficado feridos”. “Oito deles foram transportados para o hospital” assim que o aparelho aterrou no destino, revela a companhia aérea em comunicado.

“O incidente está sob investigação interna”, revelou ainda a Qatar Airways, que confirmou que os ferimentos foram de pouca gravidade. Não existirão danos de monta no aparelho, que cumprirá o voo de regresso a Doha, embora com algum atraso.

O mais recente episódio de turbulência grave aconteceu na quarta-feira, 22 de maio, com resultados mais dramáticos. O voo SQ321 da Singapore Airlines, que partira de Singapura rumo a Londres, encontrou turbulência severa a alta altitude, o que provocou ferimentos em 41 pessoas — 22 sofreram danos na coluna, seis com lesões no crânio. O incidente “de natureza rara” forçou mesmo o comandante a ordenar a aterragem imediata de emergência no aeroporto de Banguecoque.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT