Subscreva a nossa newsletter para receber as melhores sugestões de lifestyle todos os dias.

Viagens

60 casos de Covid-19 terão tido origem em apenas um voo

Este caso parece contradizer estudos que defendiam baixo risco de contágio em viagens de avião.
Contra as dúvidas sobre viajar de avião.

Há um caso a suscitar dúvidas quanto ao risco de contágio de Covid-19 em voos. De acordo com um novo estudo, pelo menos 60 pessoas terão sido infetadas devido a uma só viagem.

Tudo aconteceu no início do verão e teve como origem um voo com destino à Irlanda. Apesar de a viagem ter sido feita com apenas 49 passageiros — o equivalente a 17 por cento da ocupação normal —, com máscara e sem estarem sentados ao lado uns dos outros, estes estiveram juntos durante sete horas. Desses passageiros, 13 vieram a acusar positivo para a Covid-19 e acabaram por transmitir o vírus a pelo menos mais 46 pessoas.

Os dados são da publicação Eurosurveillance, do Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças, citada pela revista “Visão”. E dizem que os passageiros detetados como infetados fizeram escala num aeroporto internacional onde, apesar de manterem a distância entre eles, estiveram 12 horas numa sala de espera. O primeiro a acusar sintomas da doença fê-lo após dois dias do voo, enquanto o último foi relatado 17 dias depois.

Embora não haja certeza sobre se o contágio aconteceu durante o voo, no aeroporto ou em ambos os locais, o que leva os autores do estudo a admitir que falta fazer mais pesquisa sobre o assunto, o caso vem levantar novamente as dúvidas sobre viajar de avião neste momento — quando vários estudos, até ao momento, apontavam para que seria bastante seguro.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT