Viagens

A agência de viagens só para mulheres já tem os primeiros programas em Portugal

Pode partir para uma aventura aos Açores ou nas Aldeias Históricas. A líder é autora do blogue "Viaje Comigo".
Susana Ribeiro.

Em março, chegava a notícia: Susana Ribeiro, autora do popular site “Viaje Comigo” escolhera o Dia da Mulher para se lançar numa nova aventura, focada neste público. Apresentava então, tal como a NiT noticiou, a comunidade que nascera a partir do seu blogue; e que se transformou numa agência de viagens como não existia em Portugal. O foco era claro e óbvio: promover aventuras e experiências para mulheres portuguesas.

Agora, dois meses depois de ter sido lançado o site ou comunidade Mulheres em Viagem, a jornalista e bloguer de viagens revela à NiT que já tem as primeiras tours e programas só para mulheres: uma nas Aldeias Históricas de Portugal, ainda em maio e junho e outra para o Triângulo dos Açores, no fim de junho, julho e agosto.

Susana relembra que o seu o objetivo, desde a criação do blogue, sempre foi o de incentivar mais pessoas a viajar. Só que ao longo dos anos, mais e mais mulheres foram-se juntando ao Viaje Comigo, pedindo conselhos para partir por Portugal e pelo mundo sem medo.

Agora, concretizada a ideia da agência no feminino, os objetivos são ligeiramente diferentes. “Tenho outros objetivos a juntar ao de incentivar cada vez mais mulheres a viajar: que as viagens de grupo sejam também o primeiro passo para ganharem confiança e comecem também a fazer viagens sozinhas! Isso é o meu maior sonho, que as mulheres se empoderem, através das viagens! E que se torne fora de moda perguntar a uma mulher ‘vais viajar sozinha e não tens medo?'”, explica.

“Acredito que a maior e mais complexa viagem começa dentro de nós e as viagens trazem-nos isso também. Um maior autoconhecimento. E isso é empoderar quem sai da sua rotina e procura novas formas de viajar”, adianta a jornalista.

Depois de dois meses de pesquisas, é feito este lançamento dos primeiros tours do Mulheres Em Viagem, com a agora também tour líder a dizer que deseja que, no futuro, mais pessoas se juntem ao projeto, como líderes. Até lá, deixa logo a ressalva: “a pandemia não acabou pelo que, em ambos os tours, serão cumpridas todas as regras registadas pela Direção Geral da Saúde”.

Como tour líder, Susana Ribeiro também tem grupos mistos, para fora de Portugal. “Estamos a aguardar condições, para podermos levar os grupos lá fora! Estamos todos com muita vontade de viajar, mas temos de esperar pelas condições apropriadas para levar grupos ao estrangeiro”.

Para já, começam estas viagens de e para mulheres. A primeira, às Aldeias Históricas, porque Susana diz ter uma “ligação profunda” com as mesmas e os eventos que lá acontecem, que acompanha como jornalista desde há quatro anos.

A base dos tours das aldeias já está escolhida: é feita nas Casas de Alpedrinha, no Fundão, e a partir daí segue-se um programa “divertido e cultural em três das aldeias”, e que inclui também dicas de fotografia para as redes sociais e de escrita de viagem. “É um 2 em 1! Passear e ficar com fotografias bonitas e a memória escrita do que viveram”, explica a autora.

Quanto ao Triângulo dos Açores, a escolha surgiu porque Susana esteve recentemente no arquipélago, pela quinta vez. “Ia quatro dias a trabalho, troquei os voos para uma semana e depois para quase três semanas. Senti-me em casa em qualquer uma das três ilhas: Faial, Pico e São Jorge e quero passar esse sentimento a quem viaja comigo”, afirma.

E acrescenta: “não há forma de comparar os Açores com qualquer outro destino. Todas as ilhas são únicas e com belezas inigualáveis. Incomparáveis! Subir à montanha do Pico, provar os vinhos, a gastronomia, percorrer as levadas, estar no vulcão e no incrível museu dos Capelinhos, na Caldeira, nos moinhos, ou nas Fajãs… tudo sítios de cortar a respiração. É passar o dia todos a dizer uau”!

Para os primeiros tours, os grupos de mulheres viajantes poderão ser para quem vai sozinha, para amigas que se juntam ao nosso grupo, para casais, para famílias, de irmãs a mães e filhas. O que preferir.

“O que importa é que queiram viajar e desfrutar do ar livre. Foram ambos os tours muito pensados, para passar muito tempo fora de casa, com caminhadas. Em casa, estamos nós todas fartas de estar”, sublinha.

As reservas e formalidades estão a ser efetuadas pela agência de viagens Total Fun de Coimbra , agência com a qual a bloguer já trabalha há cinco anos. O contacto pode ser feito através do email geral@nullviajecomigo.com.

Os programas estão ainda nos sites Viaje Comigo e Mulheres em Viagem e os preços também já estão marcados: o tour das Aldeias Históricas de Portugal começa nos 339€; e o dos Açores a partir de 995€ (sete noites /oito dias)

Ambos incluem, além do acompanhamento de Susana, workshop de fotografia para redes sociais e dicas de escrita de viagens.

Tudo começou com umas Conversas do Confinamento

Foi a 15 de janeiro deste ano que o Mulheres em Viagem nasceu, começando a promover entrevistas com mulheres. As Conversas do Confinamento tiveram perto de uma centenas de convidadas.

Como a NiT lhe contou em março, depois das entrevistas diárias durante o confinamento dedicadas às mulheres, surgiu a agência de e para mulheres.

Susana Ribeiro é jornalista, comunicadora, viajante e fundadora do popular site de viagens Viaje Comigo, além de autora e entrevistadora da tais das “Conversas do Confinamento”. A ela juntou-se Rafaela Santiago, formadora de inglês, viajante e colaboradora de ambos os sites. De resto, fazem mais parte desta comunidade “todas as mulheres que se juntarem a nós”, frisou então a bloguer.

O Mulheres em Viagem é, adianta, “uma comunidade online de e para todas as mulheres; onde os mais diversos temas do Universo Feminino são abordados, e onde o Feminismo e a luta pela Igualdade de Género são também discutidos”, conta a jornalista de 45 anos à NiT. A plataforma é um site “filho da pandemia”, que começou a ser construído em pleno segundo confinamento geral, apesar de a ideia já ter alguns anos nos planos das mentoras.

A plataforma tem como objetivo ser um ponto de encontro online; de discussão de temas ligados ao universo feminino. Terá encontros virtuais e presenciais, quando a pandemia permitir; e irá incluir então, em breve, a primeira agência de viagens, totalmente dedicada a mulheres. “Algo que já existe noutros países, mas em Portugal ainda não”, diz Susana.

Depois de um ano em que viu o seu trabalho como tour líder parado, Susana decidiu desta forma reinventar-se e aproximar-se assim ainda mais das suas leitoras e seguidoras.

As viagens que estarão disponíveis e que liderará serão sempre semelhantes, garante, às que tem feito até aqui. “Quando as mulheres viajam em grupo, por norma, é porque adoram viajar e não têm companhia e/ou não querem viajar sozinhas. Sei o que elas sentem, porque eu já fui assim, até começar a viajar sozinha. Serão viagens de descoberta de Portugal e, depois, do resto do mundo. E quando uma mulher se descobre nas viagens ela fica com muito maior autoconhecimento de si mesma, mais segura e… é como uma bola de neve… viajar é uma forma de desenvolvimento pessoal, sem dúvida”, conclui.

Finalmente, para quem já se quiser juntar à comunidade e conhecer todas as novidades, Susana deixa a dica: “O Mulheres em Viagem não tem redes sociais (uso as do ‘Viaje Comigo’ para algumas publicações); mas, para já, é ‘back to basics’: pode-se comentar e deixar sugestões nas caixas de comentários e inscreverem-se na newsletter para receberem informações e pertencerem à comunidade. Quando houver viagens ou eventos, online ou presenciais, saberão logo pelo email”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT