Viagens

A campeã de fisiculturismo que trocou as poses de musculação pelas viagens de luxo

Patrícia passava horas no ginásio e seguia uma dieta restrita. Agora, anda pelo mundo a descobrir hotéis de cinco estrelas.
Trocou o ginásio pelas viagens.

Uma vida extremamente disciplinada, com pouca margem para desvios da rotina. Permanecer afastado do ginásio por um longo período ou permitir-se momentos de indulgência, que incluem alimentos mais calóricos ou consumo de álcool, não é recomendado. Quem diria que Patrícia Spezia, campeã de fisiculturismo, iria trocar as poses de musculação por um mundo cheio de tentações — as viagens.

Atualmente, a brasileira de 37 anos, é criadora de conteúdos digitais e conta com mais de 100 mil seguidores no Instagram. Partilha principalmente as suas experiências pelo mundo fora, onde as paisagens e os hotéis de luxo fazem parte do seu quotidiano. O desporto é uma paixão mais antiga, que entrou cedo na sua vida, revela à NiT.

“Sempre fui muito ativa, gostava de brincar, correr, praticava andebol e futebol. Com 13 anos comecei a ter aulas de dança numa academia exclusiva para mulheres, chamada ‘Toda Bonita’”, conta. Aí conheceu Adriana, a instrutora e proprietária do espaço.

“Era uma mulher muito bonita e recordo-me de pensar que gostaria de ser como ela, um dia.” Quando tinha 16 anos percebeu que gostava de estar lá todos os dias e acabou por se tornar assistente de Adriana.

Aos 18 anos, durante o curso superior, começou a dedicar-se aos treinos de musculação. “À medida que o meu corpo se transformava, percebi que tinha uma boa constituição genética, pois já tinha características muito atléticas na altura”, declara. “Estava totalmente concentrada em melhorar o meu físico, praticava exercício seis dias por semana. Comecei a investigar e a aprofundar o meu conhecimento sobre o treino e a alimentação, e assim foi durante anos.”

Patrícia descobriu o caminho para o fisiculturismo em conversa com um treinador pessoal, que lhe reconheceu muito potencial. “Estava convencido de que poderia ser vencedora se me empenhasse. Fiquei com aquela ideia em mente e comecei a investigar a modalidade. Fiquei maravilhada com a possibilidade de representar o Brasil em competições internacionais”, recorda.

O treinador ofereceu a Patrícia o apoio da academia e embarcaram juntos na aventura. Aos 25 anos, deu início à sua carreira no mundo das poses e do treino de força. “Seis meses depois, participei do meu primeiro campeonato. No ano seguinte, em 2012, tornei-me campeã brasileira.”

Nos anos seguintes, somou conquistas no mundo do fitness. “Representei grandes empresas e amava o que fazia, mas o fisiculturismo exige muita dedicação. Cheguei a um ponto em que estava muito cansada da minha rotina restrita.” Decidiu colocar em pausa as competições e ganhou tempo para viajar, a sua outra paixão.

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Patricia | Luxury Travel & Lifestyle (@patriciastravl)

“Comecei a viajar e a divulgar as minhas aventuras nas redes sociais. Como já tinha muitos seguidores, que me seguiam devido ao culturismo, percebi que poderia usar a minha influência e paixão para transformar o meu passatempo num emprego”, confessa Patrícia. Aos poucos, alterou o perfil da sua página e focou-se na criação de conteúdos turísticos, para hotéis, alojamentos ou agências de viagens.

Como o marido partilha o interesse de Patrícia, decidiriam embarcar juntos numa aventura: visitar o maior número de destinos possível. “Vivemos cinco anos na Austrália. Depois começámos a viajar pela Ásia e fiquei fascinada com o contraste cultural que senti em alguns lugares. Aproveitamos todas as oportunidades para conhecer novas culturas, tendo a sorte de trabalhar com hotéis que também nos proporcionam experiências incríveis.”

Já visitaram 25 países, mas o objetivo é chegarem aos 50 até completarem 40 anos. Embora esteja totalmente dedicada à nova carreira como influencer de viagens, Patrícia admite que sente falta do fisiculturismo. E continua a tentar conciliar um estilo de vida saudável com os restaurantes e tentações.

“Costumo dizer aos meus amigos que nunca foi tão difícil fazer dieta. Nem mesmo quando competia era tão difícil. O facto de andar sempre a viajar torna a manutenção de um regime alimentar regrado mais complicada.”

Apesar das contrariedades, Patrícia continua empenhada em manter um estilo de vida saudável. “ A minha estratégia passa por adotar uma dieta mais restritiva quando estou em casa. E quando viajo procuro treinar sempre que possível, e fazer escolhas saudáveis, refeições nutritivas.”

Ainda assim, não deixa de aproveitar ao máximo tudo o que pode, tentando manter um equilíbrio. “Alimentar-me bem é uma prioridade para mim. Tento não encarar como dieta, mas sim, um estilo de vida saudável”, conclui.

Carregue na galeria e veja algumas fotografias dos destinos de sonho que Patrícia já visitou.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT