Viagens

A misteriosa praia espanhola a 300 quilómetros da fronteira que foi refúgio de nazis

Chama-se Praia dos Alemães e terá servido de local de vigilância para os navios alemães durante a Segunda Guerra Mundial.
É uma praia secreta.

A província de Cádiz, em Espanha, é conhecida mundialmente pelas suas praias de areia branca, apreciadas principalmente no verão. Ao longo dos 285 quilómetros de costa, banhada pelo Oceano Atlântico e pelo Mar Mediterrâneo, é possível encontrar areais mais escondidos e menos frequentados, que ainda conservam parte do charme de outros tempos.

É perto da cidade de Zahara, nesta região da Andaluzia, que se encontra uma praia que chama a atenção logo pelo nome: Cala de los Alemanes (Praia dos Alemães). Com cerca de 1.500 metros de areal, é o spot perfeito para aqueles que procuram uma zona balnear tranquila nos meses de verão ou até mesmo um simples passeio noutra altura do ano.

Apesar de estar próxima da urbanização de Atlanterra e de várias casas que se erguem na encosta da serra, a Praia dos Alemães, que fica a cerca de 300 quilómetros da fronteira em Ayamonte, é uma praia selvagem de areia fina e dourada e de águas cristalinas. Com uma paisagem muito natural, quase intocada, raramente se encontra lotada e há sempre espaço suficiente para estender a toalha sem estar colado a outros turistas. 

A Praia dos Alemães.

Além da beleza natural, este areal em Cádiz anda nas bocas do mundo por outros motivos: a origem do nome. Segundo a história que por ali se conta, esta praia serviu de local de vigilância e abastecimento para os navios alemães que circulavam por ali durante a Segunda Guerra Mundial.

Como alguns desses alemães estavam a fugir da guerra, acabaram por se esconder no final da costa em busca de anonimato, já perto do epílogo do conflito. A praia ganhou o nome na década de 40, precisamente na altura em que muitos alemães se instalaram por ali e onde acabaram por construir as suas casas.

Apesar de não existirem certezas sobre a presença dos germânicos na região, a teoria de que alguns lá terão vivido deu origem a vários livros. Um dos mais recentes, que narra a história da presença de nazis na cidade de Zahara, chama-se “Para Olvidar Quien Fuiste” (“Para esquecer quem foste”), de Fernando García Calderón. 

Seja verdade ou não, a Praia dos Alemães é um destino de eleição tanto para turistas estrangeiros como para espanhóis que procuram um ambiente único, longe de olhares indiscretos. Como é uma área selvagem não vigiada, também não existem bares, chuveiros, nem quaisquer outro tipo de serviços de apoio — o melhor é levar tudo o que precisa. Do lado esquerdo do areal encontra-se ainda um farol, que abre caminho para um miradouro pouco conhecido, mas com vistas incríveis.

Como chegar

Para chegar à secreta e selvagem Praia dos Alemães, a melhor opção para quem vive em Portugal é mesmo pegar no carro, atravessar a fronteira em Ayamonte e seguir até à cidade de Zahara De Los Antunes. A partir de Vila Real de Santo António, a viagem demora cerca de três horas e meia.

Em Zahara, o percurso é relativamente fácil. Basta seguir as indicações até à urbanização de Atlanterra e, apesar de não existirem transportes públicos, há um parque de estacionamento na zona. Depois de deixar o carro no estacionamento, terá que descer uma escadaria de pedra que o vai guiar até um dos maiores paraísos da província de Cádiz. Aproveite e carregue na galeria para conhecer as 10 praias mais procuradas pelos portugueses — cinco são bem próximas de Lisboa.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT