Viagens

A moeda rara portuguesa, em ouro, encontrada num terreno no Reino Unido vale 30 mil euros

Remonta ao século XV e foi cunhada durante o reinado de D. Manuel I. O enigma é como foi parar a uma aldeia com 150 habitantes.
Apareceu num turismo rural.

Quando partiu à descoberta da Índia, Vasco de Gama levou consigo algumas moedas em ouro, com epígrafe do monarca da altura: o rei D. Manuel I. Mais de 500 anos depois, um desses exemplares apareceu no terreno de um turismo rural do Reino Unido. Trata-se de uma peça em ouro, muito rara. Agora vai a leilão.

A moeda, conhecida como um “Português”, com o valor facial de 10 cruzados, está avaliada foi avaliada entre as 20 e as 30 mil libras — o equivalente a 22 mil e 33 mil euros —, pela leiloeira Noonans de Londres. Foi encontrada no início de julho por Mick Edwards, de 62 anos, em Etchilhampton, uma aldeia com pouco mais de 150 habitantes no sudoeste da Inglaterra, a cerca de 150 quilómetros da capital.

O britânico estaria a testar o seu novo detetor de metais quando o equipamento deu sinal. Escavou um buraco de 25 centímetros de profundidade e encontrou a moeda de ouro.

“Fiquei estupefacto, sentado a olhar para a moeda incapaz até de respirar. Consegui ver a cruz na moeda e pensei que, provavelmente era espanhola, mas mais tarde descobri que era portuguesa, de um rei chamado Manuel”, contou,  aqui citado pelo jornal “O Sol”.

O exemplar.

Segundo a Casa da Moeda, o “Português” de D. Manuel I foi a moeda portuguesa de maior circulação mundial devido à importância que Portugal tinha na época em termos comerciais.

Tem 36 milímetros de diâmetro, pesa de cerca de 35 gramas e era cunhada em ouro quase puro. O exemplar agora encontrado terá sido uma das que Vasco da Gama levou nas naus para a Índia e, provavelmente, foi produzida com ouro trazido para Portugal das viagens a África.

Esta foi a primeira vez que um exemplar desta moeda apareceu no Reino Unido. Algo que está a surpreender os especialistas. “É muito rara. Não tenho informação de ter aparecido outra assim fora de Portugal”, disse Javier Salgado, numismata, à agência Lusa, prevendo que irá atrair licitações de colecionadores acima da estimativa mais alta, devido ao bom estado de conservação.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT