Viagens

Aeroporto de Amesterdão quer continuar a limitar voos até 2023

A estratégia, lançada no início de setembro, pretende reduzir em um quinto o número diário de passageiros.
Não querem repetir o caos vivido no verão

A decisão foi anunciada em setembro e desenhava uma estratégia simples para reduzir, em cerca de 20 por cento, o número diário de passageiros que passam por Schiphol, nos Países Baixos. A medida deveria durar apenas até ao final de outubro, mas acaba de ser anunciado que se irá prolongar pelo menos até março de 2023.

A opção do aeroporto vem na consequência de um verão absolutamente caótico, onde os passageiros enfrentaram o caos, com centenas de voos cancelados, sobretudo pela falta de funcionários e agentes de segurança que pudessem escoar os passageiros em tempo útil.

“A decisão é, acima de tudo, má para passageiros e para companhias aéreas”, reconhece Hanne Buis, um dos responsáveis pelo aeroporto. “No entanto, a decisão é necessária e tem em vista a segurança de passageiros e trabalhadores.”

O aeroporto reduziu assim o número diário de passageiros em cerca de 18 por cento, mais de nove mil pessoas por dia. O novo limite diário está fixado nos 54 mil passageiros por dia.

Todos os passageiros esperam que o limite seja eventualmente descartado. Há planos da administração para fazer uma revisão da estratégia no final do ano.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT