Viagens

Airbnb revela como a pandemia mudou as tendências de viagens em todo o mundo

Os viajantes começaram a privilegiar mais as zonas rurais, ao invés das grandes cidades. Mas há mais mudanças.
A plataforma surgiu em 2007.

A pandemia da Covid-19 alterou completamente a nossa vida. O teletrabalho, que antes era bastante raro, tornou-se numa rotina e as viagens pareciam ser apenas um sonho — especialmente se fossem para fora do País. Um novo estudo da Airbnb, revela como é que as tendências de viagens alteraram completamente em pouco mais de um ano.

Ainda em 2019, a partilha de casas era vista como um alojamento alternativo que ainda estava a ganhar aceitação generalizada. A pandemia da Covid-19 acelerou a adoção da Airbnb por parte dos consumidores porque famílias e amigos começaram a ver casas inteiras, muitas vezes em locais próximos ou remotos, como a forma segura e responsável de se reunirem.

Houve também uma grande alteração nos destinos privilegiados pelos viajantes, que começaram a destacar sítios mais rurais, ao invés das grandes metrópoles. O estudo revela que mais hóspedes viajaram para Hudson Valley em Nova Iorque, em vez de fazerem a sua estadia na própria cidade. A Bretanha na França superou Paris e mais pessoas viajaram para Costa Blanca do que Barcelona.

A empresa adianta ainda que viagens de negócios mais longas que combinam trabalho e lazer farão parte do futuro, uma vez que estas são organizadas menos em torno de férias de uma semana e mais em torno de lugares onde as pessoas querem viver experiências e trabalhar. A Airbnb está a observar um aumento de 2,5 vezes na proporção de estadias de longa duração em viagens de negócios por conta própria, e que estas estadias, que normalmente duram mais de 28 noites, foram a categoria de duração de viagem de crescimento mais rápido no segundo trimestre de 2021.

O estudo da Airbnb destaca ainda a Flórida que, segundo eles, no primeiro e segundo trimestre de 2021 teve mais reservas de longa estadia do que em qualquer outra altura da plataforma que surgiu em 2007. Além disto, houve um aumento significativo de reservas em alojamentos maiores (com quatro quartos ou mais) quando comparado com o período de tempo entre janeiro e agosto de 2019 (antes da pandemia).

De seguida, carregue na galeria para descobrir alguns dos Airbnb mais estranhos do mundo.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT