Viagens

Alerta férias: Itália prepara-se para receber visitantes já a partir do final do mês

O país deverá antecipar-se ao Certificado Verde europeu e criar o seu próprio "passe" para abrir portas o mais breve possível.
Regressar a Florença?

Enquanto a Europa decide os moldes do seu Certificado Cerde de viagens, alguns países, sobretudo os mais dependentes do turismo, têm tomado a iniciativa de começar a preparar as suas próprias reaberturas, em moldes semelhantes mas o mais cedo possível e a tempo de salvar o verão.

A Itália é um dos destinos favoritos dos turistas de todo o mundo e foi também o primeiro epicentro, fora da China, desta pandemia. Será difícil esquecer as imagens dos primeiros meses de 2020, quando o país se viu a braços com surtos incontroláveis, hospitais cheios, cidadãos e entidades desesperados: foi um primeiro sinal da gravidade do coronavírus e do que viria aí.

Agora, mais de um ano depois, o pais prepara-se para reabrir as suas fronteiras ao turismo. Segundo a “Lonely Planet“, o governo está a implementar o seu próprio “passe verde Covid-19” nacional, que pode fazer com que os viajantes retornem a um dos destinos mais populares do mundo já a partir do final de maio.

O passe permitirá que os visitantes possam entrar sem quarentena, desde que consigam provar que já foram vacinados, recentemente tiveram testes negativos ou que já tiveram o vírus. Os detalhes foram revelados pelo primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, numa entrevista coletiva. “A pandemia obrigou-nos a fechar temporariamente, mas a Itália está pronta para receber de volta o mundo”, disse ele.

O Certificado Verde digital da União Europeia está a a avançar, a ser delineado e prevê aliviar as restrições a viagens não essenciais para turistas oriundos de nações com uma boa situação epidemiológica e que receberam a segunda dose de uma vacina autorizada pela UE. No entanto, este deverá só estar verdadeiramente eficaz e no terreno a meio de junho e a Itália não quer esperar.

“Enquanto nos preparamos para o certificado europeu, o governo italiano introduziu um ‘passe verde nacional’ que permite que as pessoas se desloquem por todas as regiões a partir da segunda quinzena de maio”, disse Draghi.

Mais detalhes deverão ser revelados em breve mas o ministro italiano do turismo já confirmou a um canal nacional que o passe estará disponível para viajantes de países de e fora da UE, incluindo os EUA e o Reino Unido.

O governo italiano diz querer que o  turismo se torne “um setor tão forte quanto antes da pandemia, senão ainda mais forte”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT