Viagens

Atenção, nómadas digitais: já podem passar um ano na Costa Rica com visto

Visto permite que estrangeiros e famílias vivam e trabalhem no país enquanto aproveitam a vida descontraída e vários benefícios.
Parece bem.

Nos últimos meses, têm sido vários os países e destinos que, limitados no turismo pela situação pandémica, se desdobram em iniciativas que possam fomentar a sua economia a médio e longo prazo: de várias ilhas nas Caraíbas à nossa Madeira, muitos governos e entidades apostam em criar condições e incentivos para atrair estes visitantes em teletrabalho, ou nómadas digitais.

Vários países introduziram vistos especiais para trabalhadores remotos desde a pandemia e agora é a vez da Costa Rica aderir à tendência, concedendo vistos a visitantes internacionais que desejam trabalhar neste belíssimo e paradisíaco país da América Central.

Segundo a “Lonely Planet“, o novo visto pretende tornar mais fácil e atraente, a todos os que o desejem, ficar um ano na Costa Rica, com a opção de estender este prazo para dois anos.

O objetivo é o do costume: relançar a economia, impulsionar o turismo e setores relacionados, até aumentar o emprego, tudo graças aos nómadas digitais que, ninguém duvida, são cada vez mais em todo o mundo. “O nómada digital utiliza serviços, consome alimentos, faz compras, utiliza transporte e contrata pessoas — tudo isso gera mais empregos e crescimento no país”, disse o presidente da Costa Rica, Carlos Alvarado, num comunicado citado pela revista.

A lei foi assinada a 11 de agosto e, embora vários detalhes ainda estejam por confirmar, é possível que as pessoas consigam começar a solicitar o visto digital de nómada daqui a poucas semanas. O documento permite que, em vez dos 90 dias máximos do visto de turista, os interessados e suas famílias fiquem por 12 meses ou mais.

E há benefícios: o titular está isento de pagar imposto de renda local e tem permissão para abrir uma conta bancária na Costa Rica, além de poder conduzir com a carta do seu país. Além de ter garantida a vida mais lenta e próxima da natureza, com que tantos sonham.

Os requisitos base é que são um pouco mais exclusivos, nomeadamente um comprovativo de rendimentos mensais superiores três mil dólares, ou cerca de 2.560€ e um seguro de saúde; sendo no entanto mais detalhes esperados para breve.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT