Viagens

Americano destruiu duas estátuas com 2 mil anos no Vaticano para conseguir ver o Papa

O turista atirou a primeira ao chão e, enquanto fugia dos seguranças do museu, derrubou a segunda.
Já foi detido pela polícia.

Todos sabemos que quando os turistas estão de férias, vale quase tud. Há uns meses, dois homens surfaram nos icónicos canais de Veneza. Em janeiro deste ano, uma mulher foi presa por fazer uma saudação nazi em Auschwitz. Desta vez, outro turista passagem pelo Vaticano destruiu duas esculturas romanas antigas.

O momento inacreditável aconteceu esta quarta-feira, 5 de outubro, no Museo Chiaramonti, pertencente aos Museus do Vaticano. Ali encontram-se cerca de mil obras antigas. O turista americano pediu para ver o Papa e, quando lhe disseram que tal não seria possível, atirou uma das peças para o chão, deixando-as em pedaços. A outra escultura teve um fim trágico depois de turista ter tropeçado nela enquanto fugia dos seguranças.

Ambas as peças já foram levadas para um atelier, mas o seu futuro é demasiado incerto. No entanto, são consideradas apenas obras de arte secundárias, apesar de remeterem à época dos romanos — têm cerca de dois mil anos.

“A pessoa que derrubou as estátuas foi detida pela polícia do Vaticano e foi entregue às autoridades italianas”, adiantou um porta-voz dos Museus do Vaticano.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT