NiTcom

Aproveite a primavera para conhecer todos os recantos de sonho da Serra da Estrela

Há paisagens incríveis para conhecer ou revisitar na magnífica e mais alta região de Portugal.
Um sonho.

Apesar de o futuro ainda estar incerto, tudo indica que o controlo da pandemia nos vai trazer condições para aproveitarmos bem os dias mais quentes de 2021. Mais uma vez, aconselham-se as férias no próprio país: para evitar novas estirpes, controlar melhor a situação e ajudar as economias que tanto precisam.

E quem mora em Portugal tem, nessa área, uma sorte incrível: entre o bom clima, as centenas de quilómetros de praia e costa, as serras e o interior, há muito por onde escolher para umas escapadinhas de sonho. É por isso natural que já sonhemos em sair das cidades e estar num sítio onde as paisagens são incríveis e arrebatadoras.

Na Serra da Estrela, por exemplo, está tudo preparado para receber os turistas que queiram conhecer melhor a beleza incomparável desta região – mesmo quando não está pintada de branco. Na primavera e no verão há muito para ver ou fazer, desde percursos pedestres no meio da natureza a mergulhos em águas cristalinas das lagoas e rios, praias fluviais ou piscinas e passeios pelas aldeias mais características da região. Tudo isto, obviamente, em segurança, longe das multidões e no meio da natureza. 

Na verdade, a Serra da Estrela vive e preserva ainda a memória dos nossos antepassados. Das Aldeias Históricas às Aldeias do Xisto, é daqui que floresce a mais bonita estação do ano, onde a natureza se ilumina através das serras montanhosas, dos vales glaciares e rios sinuosos.

Visitar as doze Aldeias Históricas de Portugal, por exemplo, é crucial numa viagem ao centro do País. É, no fundo, revisitar as raízes do povo português, admirar paisagens, testemunhar tradições, murmurar lendas e viver um passado recente, cheio de misticismos e histórias invulgares. Só na Serra da Estrela são nove as Aldeias Históricas que pode visitar: Almeida, Belmonte, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Linhares da Beira, Marialva, Sortelha e Trancoso.

Almeida é uma imponente vila fortificada em forma de estrela que nos conquista pelos encantos da sua paisagem, pela sua história, sabores e aromas inesquecíveis e mistérios que nos desvenda a cada visita. Ela resiste ao tempo, entre as planuras e profundezas do Vale do Côa, e merece a sua visita. Já Belmonte é reconhecida pelo seu castelo medieval, onde viveu Pedro Álvares Cabral e foi residência da família Cabral, pela riqueza da sua história e recursos e pela sua fabulosa posição estratégica, que a fez dominar, desde tempos imemoriais, territórios e vias de comunicação.

Castelo Mendo é recheada de detalhes românico-góticos e Castelo Novo, na Serra da Gardunha, tem uma paisagem em anfiteatro natural e tons de verde e cinza. Castelo Rodrigo é a mais autêntica das Aldeias Históricas de Portugal e galardoada pelas 7 Maravilhas de Portugal. Pertencente ao concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, é um local de passagem obrigatório, devido à sua elevada riqueza patrimonial.

Linhares da Beira transporta-nos para uma viagem no tempo e na história do país. Dispõe de uma arquitetura singular, herança da linha defensiva da qual fazia parte. Marialva, em Mêda, é outras das Aldeias Históricas cuja povoação apresenta raízes ancestrais. Já a aldeia Medieval de Sortelha, no concelho do Sabugal, tem quatro portas principais: a Porta da Vila, a Porta Falsa, a Porta Nova ou a Porta do Castelo. E, por último, Trancoso possui um dos mais bonitos castelos de Portugal.

Há muito mais para conhecer na Serra da Estrela

Em setembro de 2019, a Serra da Estrela recebeu o estatuto de Geopark Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). A distinção mostra precisamente as qualidades inquestionáveis da região. Pode começar por conhecer a melhor encosta da Estrela, conhecida com a entrada mais sublime até ao ponto mais alto de Portugal Continental, em Gouveia.

Com portas para a Serra da Estrela, a Covilhã emite uma energia especial. As suas ruas contam histórias e é precisamente nelas que encontramos o talento de vários artistas presente em murais, ilustrações, fotografias e grafittis, colocando o centro histórico da Covilhã em destaque no roteiro de arte urbana nacional.

É também nesta região que são feitos os mais apetitosos petiscos da cozinha tradicional portuguesa. É o caso do famoso queijo de Celorico da Beira que, no atual contexto pandémico, está a ser entregue ao domicílio através da plataforma Celorico com Gosto. Para acompanhar o queijo, pode encomendar um belo vinho de Pinhel, o verdadeiro enchido e o famoso queijo de Fornos de Algodres.

Não se esqueça ainda de passar pelo mercado virtual da Serra da Estrela, onde produtos que habitualmente encontra nas feiras, em Gouveia ou Seia, estão disponíveis também para encomenda, desde os melhores queijos aos vinhos, enchidos e artesanato local.

As encantadoras Aldeias do Xisto da Barroca e Janeiro de Cima, no concelho do Fundão, são alguns dos locais mais visitados pelos turistas portugueses e estrangeiros. O tom castanho e ocre do xisto faz sobressair as flores colocadas em vasos na rua ou penduradas nas varandas. É ainda aqui que pode comprar alguns dos petiscos típicos da gastronomia da região tornam a experiência da visita ainda mais especial.

Uma beleza natural única.

Outro dos pontos de paragem obrigatória na Serra da Estrela é a Guarda, a cidade mais alta de Portugal e dona de uma beleza incomparável. Uma das formas mais fáceis de a percorrer é com a ajuda dos percursos pedestres já planeados. São 52 quilómetros, repartidos por cinco itinerários, nos quais poderá descobrir rios e vales, aventurar-se por trilhos ancestrais até ao cume das serras e explorar recantos de sonho e aldeias escondidas.

Os passeios pedestres estendem-se ainda pelo concelho de Manteigas, onde poderá descobrir mais de 200 quilómetros de caminhos tradicionais percorridos pelos pastores e populações serranas na sua vida de trabalho diária. Os dias de primavera convidam-no ainda a outros desportos ao ar livre. Se quiser experimentar o BTT, por exemplo, escolha Seia, já que o território tem ao dispor mais de 150 quilómetros de trilhos cicláveis, por entre uma rede de caminhos que percorre as ancestrais Aldeias de Montanha, e a Grande Rota das Aldeias Históricas (GR22), que atravessa toda a região.

Já que está pela Serra, não pode deixar de conhecer o Centro Interpretativo do Vale Glaciar do Zêzere; a reserva natural da Serra da Malcata, no Sabugal; o Museu do Pão, em Seia; os vinhos de Pinhel; ou o Centro de Interpretação da Cultura Judaica Isaac Cardoso, em Trancoso; o CISE – Centro de Interpretação da Serra da Estrela, em Seia; e o Centro de Interpretação da Torre.

Entre as várias opções para dormir na Serra da Estrela, tem hotéis de charme, alojamentos locais, parques de campismo, casas de campo e até espaços de glamping impressionantes. A maior atração do H2otel é mesmo o seu spa incrível.

Considerado o primeiro Mountain Spa do País, o Aquadome, assim se chama, está dividido em quatro áreas, e tem cascatas, formações rochosas, pontes e jatos de água. Há ainda um circuito celta com banho turco, sauna, jacuzzis suspensos com cascata, camas e cadeiras de hidromassagem. Também se realizam massagens, tratamentos estéticos e termais, técnicas de fisioterapia e osteopatia.

A seguir, carregue na galeria para conhecer alguns dos locais imperdíveis da sua próxima escapadinha à Serra da Estrela.

Este artigo foi escrito em parceria com o Turismo Centro Portugal.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT