viagens

Autoestradas em Espanha vão começar a ser pagas

A medida poderá ser implementada a partir de 2024. O preço por quilómetro irá variar entre 1 e 4 cêntimos.
A medida poderá ser aplicada em 2024.

Espanha era um dos poucos países da União Europeia que não cobravam pela passagem de veículos nas autoestradas. Contudo, a situação poderá mudar em 2024, já que há um projeto para que passem a ser pagas com um sistema idêntico ao que existe em Portugal, por dispositivo eletrónico. O debate está aberto no país e a medida não é consensual. 

O projeto faz parte do plano de recuperação apresentado a Bruxelas com vista a justificar os vários milhões que serão destinados a Espanha. Todos os anos, o país gasta milhões de euros na manutenção das autoestradas. Este sistema permite canalizar as receitas para esse fim.

Segundo escreve o jornal espanhol “El País”, o preço deverá começar em um cêntimo por quilómetro, isto para um veículo ligeiro, e chegar até aos 4 cêntimos para os pesados. A medida poderia resultar em 1.500 milhões de euros de receitas todos os anos.

Pere Navarro, diretor geral de tráfego, já afirmou que os custos pela manutenção das autoestradas não podem continuar a ser suportados pelo Orçamento do Estado. Por outro lado, Dulsé Díaz, porta-voz da Confederação Espanhola de Transportes de Mercadorias, alertou para o facto de o preço dos produtos vir a aumentar na sequência destas portagens.

Também a Associação Espanhola de Rodovias se pronunciou e propôs que os primeiros 10 mil quilómetros sejam gratuitos para veículos de turismo. No caso dos camiões, essa gratuitidade deveria ser válida até aos 50 mil quilómetros.

Neste modelo de portagens em Espanha poderão entrar as vias rápidas, conhecidas como autovias, as autoestradas, as chamadas autopistas, mas também estradas de maiores dimensões em todo o país.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT