Viagens

Berlim pode tornar-se na maior zona urbana do mundo sem carros

A área que ficaria restrita à circulação automóvel é quase do tamanho de Lisboa.
Mais de 50 mil assinaram petição.

Mais de 50 mil cidadãos de Berlim querem tornar a idade germânica a maior zona urbana do mundo sem carros. Existe uma petição que já recebeu mais de 50 mil assinaturas a decorrer que pretende precisamente levar o tema a votos.

O projeto é ambicioso: a área total da cidade prevista para ficar fechada à circulação automóvel é de cerca de 88 quilómetros quadrados. Em termos de comparação, a área total de Lisboa é de cerca de cem mil quilómetros quadrados.

Estariam isentas as pessoas que dependem do automóvel para o seu comércio ou porque têm mobilidade reduzida, assim como os serviços de emergência. A restante população teria permissão para realizar até 12 viagens de carro alugado por ano, nomeadamente para casos mudar de casa, por exemplo. A petição foi apenas o primeiro passo dado pelo grupo Berlin Autofrei, que tem conduzido esta iniciativa.

“Precisaríamos que cerca de metade dos carros no país fossem elétricos no próximo ano para cumprir as próprias metas do governo para as emissões”, explicou ao “The Guardian” Nik Kaestner, um dos promotores da campanha. “Isso claramente não vai acontecer. Atualmente, apenas 1,3 por cento dos veículos na Alemanha são elétricos”, acrescentou.

Berlim é até uma das cidades europeias mais conhecidas pela circulação de meios alternativos, como bicicletas. No entanto, estima-se que quase 20 vezes mais espaço foi dedicado aos carros do que às bicicletas e três quartos das mortes nas estradas são de peões ou ciclistas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT