Viagens

Boas notícias: funcionários da TAP desconvocaram a greve marcada para final de janeiro

Os tripulantes de cabine chegaram à acordo com a empresa, que previa que a paralisação afetasse 1.316 voos e 156 mil passageiros.
Boas notícias.

Se vai viajar com a TAP entre os dias 25 e 31 de janeiro já pode respirar de alívio. A paralisação de sete dias marcada pelos tripulantes da companhia aérea nacional foi desconvocada, depois de o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) ter chegado a acordo com a empresa esta segunda-feira, 23 de janeiro.

Os funcionários apresentaram o pré-aviso no dia 10 de janeiro, mas o protesto não vai seguir em frente. O sindicato considera que houve “um considerável avanço” nas negociações com a companhia, que aceitou “grande parte das reivindicações apresentadas” — das 14 propostas foram aceites 12, o que representa 85 por cento.

As duas que foram recusadas dizem respeito aos escalões de entrada e respetivos pagamentos — uma matéria que está a ser tratada em tribunal — e à colocação de mais um chefe de cabina nos aviões de longo curso porque, argumenta a empresa, a retirada deste elemento foi aprovada pelo sindicato e seus membros quando foi negociado o acordo de emergência assinado em 2021.

A TAP previa que a paralisação de sete dias afetasse 1.316 voos e 156 mil passageiros, e calculava um custo total direto estimado de 48 milhões de euros. Os tripulantes já tinham realizado uma greve de dois dias (8 e 9) em dezembro, com um custo estimado pela companhia aérea de oito milhões de euros. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT