Viagens

Boeing aconselha suspensão de alguns aviões 777 após falha de motor

Este fim de semana, o motor de um aparelho incendiou-se no ar, levando à queda de peças numa cidade dos EUA.
Susto num voo da United.

Depois da quase tragédia do passado fim de semana, vêm as consequências: como forma de precaução, a Boeing recomendou a interrupção temporária dos voos de aviões do modelo 777 que tenham motores semelhantes ao que sofreu uma falha gravíssima durante o voo no passado sábado, dia 20.

Segundo a “Sky News“, um voo da United Airlines com destino ao Havai foi forçado a aterrar de emergência, quando o seu motor direito se incendiou após a descolagem, causando mesmo a queda de destroços e peças ao longo de mais de um quilómetro sobre uma pequena povoação do Estado do Colorado, nos EUA. Por milagre, todos os 231 passageiros e 10 tripulantes a bordo, bem como as pessoas que se encontravam em terra no local onde os destroços caíram, saíram ilesos.

Agora, sabendo que o motor do avião se tratava de um Pratt & Whitney PW4000, usado exclusivamente nos Boeing 777s, a gigante das aeronaves recomendou que as operações de todos os 777s equipados com motores Pratt & Whitney sejam suspensas até que a Federal Aviation Authority (FAA) encontre um protocolo apropriado para as inspeções. A companhia adianta que há 69 desses aviões, de várias companhias, em serviço e 59 em armazenamento.

Recorde-se que a empresa já vive uma das piores fases da sua história, depois dos acidentes relacionados com os seus 737 MAX — que entretanto receberam aprovação de regresso ao funcionamento.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT