Viagens

Britânicos ficam a saber esta semana se podem vir passar férias a Portugal

A lista dos países só será divulgada na sexta-feira, mas o primeiro-ministro britânico já avisou que será restrita a muito poucos países.
Em espera

É já na próxima sexta-feira, 7 de maio, que será anunciado se Portugal vai integrar a lista de países onde os britânicos poderão passar férias este verão. A permissão para viajar será dada a partir de 17 de maio, mas ao que parece a lista verde de destinos sem quarentena obrigatória não será tão longa como inicialmente se esperava.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, pôs algum travão às esperanças de férias de quem já se preparava para aproveitar o verão fora. Apesar de a União Europeia ter planos de deixar entrar os habitantes do Reino Unido que estejam vacinados, a opinião do governante é diferente, alertando para o facto de poder haver um aumento da doença caso a lista de países seja demasiado alargada.

Numa altura em que outros governantes estarão também a tentar desencorajar os britânicos de viajar tão cedo, o Ministro da Saúde, Matt Hancock, e o responsável pelo Gabinete Médico, Chris Whitty, estarão a pressionar para que a lista de países sem quarentena obrigatória seja realmente curta. Claro que nestes casos, como revela o “Daily Mail”, há quem questione as consequências do relaxamento das restrições de fronteiras e quem insista que com o diminuir de casos ativos de Covid-19 e o aumento da vacinação não há justificação para manter as restrições às liberdades.

“Queremos ter alguma abertura a 17 de maio, mas não acho que as pessoas deste país queiram ver um aumento de doença de qualquer outro lado”, afirmou aos jornalistas, acrescentando: “Eu certamente não quero e temos de ser muito, muito duros e o mais cautelosos possível, enquanto continuamos a abrir”.

Até sexta-feira, milhões de britânicos ficam sem saber se poderão ou não marcar férias à vontade, sendo para já quase certo que os EUA e grande parte da Europa não farão parte desta lista verde. No sentido inverso, é provável que Gibraltar e Malta sejam possíveis destinos permitidos, enquanto Portugal está também na mira devido à diminuição do número de infeções e do risco de variantes.

Tanto Portugal como Espanha são, aliás, destinos que a empresa de viagens Thomas Cook está a preparar para os turistas para este verão.

A lista será ainda atualizada a cada três semanas, pelo que se prevê que até ao final do mês sejam acrescentados novos destinos para onde os britânicos possam viajar sem necessidade de quarentena. Ainda assim, quem viajar para os países dessa lista deverá fazer dois testes à Covid-19, um antes de regressar ao Reino Unido e o outro dois dias depois de chegar.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT