Viagens

China constrói centro de quarentena para quatro mil pessoas

O suposto novo centro de tratamento foi concebido para manter em isolamento as pessoas que estiveram em contacto com doentes.
Um surto levantou os alertas.

Um centro de quarentena com capacidade para mais de quatro mil pessoas está a ser construído na cidade de Shijiazhuang. Trata-se de uma cidade com 10 milhões de habitantes, na província de Hebei, afetada atualmente por um novo surto de covid-19.  

Segundo a Lusa a citar a Associated Press, várias imagens captadas por satélite pela Agência Espacial Europeia mostram mudanças ocorridas na área de construção nos últimos 10 dias. Grupos de casas pré-fabricadas podem ser vistas, enquanto o People’s Daily, órgão oficial do Partido Comunista da República Popular da China, indica que 600 quartos estão prontos desde o passado dia 19 de janeiro e que 3.600 estão a ser preparados.

Outras publicações do regime referem que operários de vários pontos do país estão a ser enviados para Hebei para a construção do complexo e que cada quarto tem 18 metros quadrados, uma cama, um aparelho de ar condicionado, uma mesa, uma televisão e rede de internet.

A mobilização de mão-de-obra ou de equipas de salvamento a nível nacional são uma prática comum do regime quando ocorrem desastres naturais ou outro tipo de crises. No ano passado, os hospitais Huoshenshan e Leishenshan foram construídos em poucos dias para doentes com covid-19 na cidade de Wuhan onde o novo coronavírus foi inicialmente detetado a nível mundial. 

Pequim afirma que tem controlada “amplamente” a propagação da pandemia de Covid-19 mas admite surtos, sobretudo nas regiões do norte do país mais atingidas pela descida das temperaturas.

A Comissão Nacional de Saúde afirma ter registado 145 casos nas últimas 24 horas, com o suposto novo centro de tratamento concebido para manter em quarentena as pessoas que estiveram em contacto com doentes com Covid-19.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT