Viagens

Confinamento mais longo do mundo vai finalmente chegar ao fim

Melbourne, na Austrália, esteve em lockdown durante 262 dias desde março de 2020. Um recorde internacional.
Melbourne.

Por causa do avanço das vacinas, parece que é desta: 262 dias de confinamento — ainda que intercalados — depois, Melbourne vai desconfinar progressivamente (e espera-se que irreversivelmente) a partir da próxima sexta-feira, 22 de outubro.

O anúncio foi feito pelo governo australiano este domingo, 17 de outubro. Segundo as autoridades, a região australiana está a dias de chegar ao fim do sexto confinamento que viveu desde que tudo começou, em março de 2020.

“A partir das 23h59 de quinta-feira, não haverá lockdown, sem restrições para sair de casa e toque de recolher. Hoje é um grande dia. Hoje é um dia em que os vitorianos se podem orgulhar do que conquistaram”, frisou o governador Daniel Andrews. citado por várias agências.

De acordo com a revista “Veja“, a região, que soma 262 dias de confinamento rígido desde março de 2020, é considerada aquela com o isolamento mais longo do mundo, acima de Buenos Aires, na Argentina, que esteve 234 dias em lockdown.

O último confinamento já estava em vigor há 73 dias e foi o mais contestado pelos cidadãos, tendo sido a eles garantido que terminaria quando a população local chegasse aos 70 por cento de totalmente inoculados entre os maiores de 16 anos — uma taxa que, espera agora o governo, deverá ser atingida na quinta-feira, permitindo antecipar as medidas.

Estas medidas incluem então para já o fim do “fique em casa sempre que possível” e do recolher obrigatório, o fim de restrições às deslocações na área metropolitana, um alargar de limites em termos de grupos, aglomerados e limites em espaços como restaurantes e o regresso às aulas de milhares de alunos que continuavam em ensino à distância. O governo australiano promete novo alívio quando a população chegar aos 80 por cento de duplamente vacinados.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT