Viagens

Cuidado: viajar para Espanha sem teste negativo pode dar multa de três mil euros

A nova legislação espanhola obriga à apresentação de testes negativos, comprovativos de vacina ou de recuperação de doença.
As escapadinhas em Espanha vão ser mais complicadas

As regras para quem viaja de avião são apertadas, nem tanto para quem cruza as fronteiras de carro ou de comboio. Por isso mesmo e para evitar abusos, entra em vigor esta segunda-feira, 7 de junho, a legislação que pode impor multas avultadas a quem o fizer sem ter na sua posse um par de documentos.

Desde logo, para poder viajar para o país vizinho sem incorrer numa infração, terá de o fazer munido de um teste negativo, de comprovativo de vacina ou de que recuperou de infeção por Covid-19. De acordo com o “Jornal de Notícias”, as coimas para o incumprimento destas regras podem ir até aos três mil euros.

Não é tudo. A legislação aprovada pelos espanhóis no fim de semana e que já entrou em vigor, obriga os turistas a apresentação de comprovativos traduzidos em espanhol, francês, inglês ou alemão.

Apesar da rigidez, as novas regras não se aplicam aos motoristas, trabalhadores transfronteiriços ou a quem vive a meros 30 quilómetros da fronteira.

O ministério da Saúde português avançou, entretanto, que os documentos de certificação que serão válidos em toda a União Europeia deverão começar a ser entregues na segunda quinzena de junho.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT