Viagens

Amantes de viagens: as histórias do maior grupo de viajantes no Facebook em Portugal

São mais de 10.000 seguidores que se juntam a cada mês no planeamento, partilha, troca de dicas, achados e experiências.
João na África do Sul.

Surgiu em 2010 como um pequeno grupo do Facebook, um espaço de partilhas e trocas de experiências para estranhos, unidos pelo amor por partir, sair, explorar, viajar. Agora, o grupo Amantes de Viagens é o maior do Facebook em Portugal e o 2º maior grupo mundial em países de língua portuguesa no planeamento e troca de experiências ao tema das viagens, actualmente com mais de 479 mil pessoas associadas. 

São mais de 10.000 seguidores que se juntam ao grupo, a cada novo mês, explica à NiT João Almeida, o fundador. João tem 42 anos, é engenheiro eletrotécnico de profissão e criou o grupo numa altura em que já tinha viajado por diversos países e procurava por fóruns onde pudesse partilhar as suas experiências passadas e planear as próximas viagens futuras.

“Antes da existência do grupo, partilhávamos através de jantares de amigos as fotos e as peripécias da última viagem. Nesse ano, aderi ao Facebook e percebi que não existia nada relacionado ao tema, pelo que decidi avançar com a ideia de criar este espaço”, conta-nos.

Desde então o grupo evoluiu, cresceu, tornou-se um espaço conceituado, praticamente uma marca. A NiT falou com o João Almeida para conhecer os objetivos, a história, o presente e o futuro do grupo, bem como do seu fundador. E para saber como estes aficionados de viagens sobreviveram a um ano de confinamento e pandemia.

Criou então o grupo em abrir de 2010. Como correu e continua a correr o crescimento, a adesão?
Um grupo de Facebook para crescer necessita de uma dedicação diária permanente, apresentando sempre conteúdos úteis onde os seus seguidores se identifiquem e participem ativamente. Mantemos os mesmos princípios há mais de 10 anos, não permitindo publicidade ou posts que não estejam diretamente relacionados ao tema. Somente partilhamos dicas relevantes relacionado ao tema, no planeamento do próximo destino. No nosso grupo viajamos antes, durante e depois. Viajamos todos os dias juntos.

O nosso grupo está próximo de alcançar o meio milhão de seguidores e, em termos de interação chegamos próximo de 1.000.000 de reações mensais. Somos o maior grupo de Facebook em Portugal e, o segundo maior a nível mundial (em países de língua portuguesa).

Sempre foi um viajante? Desde quando, e que viagens mais significativas ou marcantes já fez?
Conhecer novos povos e culturas sempre me fascinou. A minha primeira viagem de avião foi com 17 anos até Barcelona e desde então visitei à data, pouco mais de 40 países. A Ásia é uma das minhas paixões e, conviver com as tribos da Tailândia ou do Vietname foram momentos inesquecíveis. Uma viagem de autocaravana pela Europa onde percorri 14 países, uma aventura de Jipe por Marrocos e, uma recente viagem de aventura em overland de camião, pela África Austral foram dos momentos mais significativos.

O que achava que um grupo destes poderia trazer aos viajantes que, por exemplo, uma agência de viagens não pudesse?
Uma agência de viagens é sempre útil e importante para a realização de uma viagem, nomeadamente na escolha de um hotel ou na organização de voos. Recorro muitas vezes a uma agência, principalmente quando o destino é feito através de voos charters. No nosso grupo, realizamos muito mais do que isso. Partilhamos experiências pessoais, que são sempre o mais relevante quando procuramos conhecer melhor determinado destino. O feedback de um roteiro pessoal, de um hotel ou de um restaurante, monumentos a conhecer ou “aquela” dica fora dos roteiros comuns que fazem com que o nosso destino seja melhor, mais bem aproveitado cada dia e com as melhores dicas.

O grupo traz-lhe algum benefício, lucro, ou é só um hobby?
Desde 2019, que estamos a realizar diversas parcerias, nomeadamente com operadores turísticos, agências de viagens, hotéis e, empresas de animação turística. Esporadicamente, apresentamos campanhas especiais com descontos exclusivos para todos os Amantes de Viagens, através de posts comerciais (ou posts institucionais) ou de vídeos realizados pelos nossos parceiros. Uma das soluções que apresentamos e, que considero de enorme importância, são os inquéritos/sondagens. É sem dúvida a melhor forma de preparar as ações futuras para qualquer empresa ligada ao ramo das viagens, principalmente em tempos incertos como aquele que vivemos na atualidade.

Para além dos posts de imagem, temos uma equipa experiente que realiza a gravação, montagem, sonorização e publicação de vídeos para os nossos parceiros, sendo depois divulgada por diferentes redes sociais.

Como geriu pessoalmente, como viajante e gestor de um grupo de viagens, este ano de pandemia e confinamento?
Sou particularmente ativo e estar confinado em casa, não foi das melhores experiências nesse aspeto. Quando não estou fora a viajar, percorro com grande frequência Portugal de norte a sul, pelo que logo após o final do confinamento, regressei às minhas viagens pelo país, com as necessárias precauções que devemos manter. Nos últimos meses, tenho realizado diversas e novas experiências em Portugal, não só a nível dos incríveis hotéis que temos no país, mas também em atividades de animação turística ou, de visita a monumentos nacionais ou museus. Fora de Portugal, apenas realizei no início deste ano visitas a Espanha e, com muita tristeza minha devido à atual situação, não equaciono sair do país em 2020.

O que tinha este ano planeado que a pandemia obrigou a cancelar?
Este ano tinha planeado uma grande viagem de cruzeiro pelas Caraíbas e depois de automóvel pela zona Este dos EUA, que tive de cancelar. Seriam uma espécie de viagem, 2 em 1 onde iria com família e amigos.

E como continuou o grupo durante este tempo?
Apesar de não podermos viajar fisicamente nessa fase, continuamos todos os dias a fazê-lo no grupo recordando viagens anteriores. Em tempo de confinamento e, segundo propostas dos nossos seguidores, realizamos numa fase inicial o jogo “Onde fica?” publicando fotos sem identificação do destino, recordamos o último destino visitado, entre outros. Apesar da situação que vivemos, o grupo manteve-se sempre muito ativo com mais de 600.000 reações por mês durante o confinamento. Foi de certa forma, uma maneira de ultrapassarmos juntos, a impossibilidade de realizarmos aquilo que mais nos move no grupo — viajar!

O grupo já organizou alguma viagem?
O conceito do grupo é o mesmo desde o início. Partilhar experiências e, juntos melhorarmos as próximas viagens. Não organizamos viagens. Os nossos parceiros (eles próprios) é que apresentam vantagens exclusivas de forma esporádica e, que somente ocorre para quem é do nosso grupo, através de descontos exclusivos ou outras mais-valias para os nossos membros.

Quais são as principais dicas que ali se trocam?
Partilhamos todos os assuntos relacionados ao tema das viagens. Vistos necessários, melhor época para visitar determinado destino, roteiros, locais de interesse, dúvidas relacionadas com bagagem ou aviação, ou apenas para a publicação de fotos ou vídeos da sua última viagem ou passeio realizado.

E algo mais insólito que tenha acontecido?
Ao longo dos anos ocorrem alguns episódios mais ou menos insólitos. Recordo-me um dos momentos mais insólitos, em que uma senhora fez-me um contato telefónico (via Messenger) em pânico, porque teve uma troca de palavras mais acesa com outro membro, primeiro numa publicação do grupo e depois continuaram por ameaças através de mensagens privadas. Tive de a acalmar por telefone, mas foi um momento verdadeiramente inesperado.

De forma geral, os membros do grupo compreendem a importância da entreajuda e da tolerância entre todos. Apesar da nossa dimensão e, no geral funciona tudo muito bem dentro da nossa comunidade de viajantes.

Como se processa a adesão e o controle de comentários?
O grupo é fechado e, somente que pertence ao grupo o consegue visualizar ou participar. A adesão é livre, mas os posts surgem somente após aprovação. Os comentários quando não estão enquadrados com o objetivo da publicação ou, que não respeitem algum membro, são normalmente denunciados pelos nossos membros. Dessa forma, são mais fáceis de localizar e, advertir essa ou mais pessoas. Infelizmente e, devido à nossa dimensão, temos realizados vários milhares de bloqueios ao longo dos anos pelos mais diversos motivos. Funciona um pouco como no hóquei em patins, com cartão amarelo, azul (bloqueio temporário) e o vermelho.

Somos uma incrível comunidade que não se cansa de ajudar nas dicas mais preciosas para as nossas viagens. Confesso que por vezes altero planos iniciais de um destino, por ver tantas fotos e dicas interessantes dos mais diversos destinos pelo mundo.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm
Novos talentos

AGENDA NiT