Viagens

Dormir como um rei: é assim o primeiro e opulento hotel no Palácio de Versalhes

Tem apenas 14 quartos, restaurados ao pormenor com antiguidades. Devia ter aberto na primavera, mas vai mesmo ter que esperar por 2021.
É um sonho tornado realidade

Ah, o eterno Palácio de Versalhes: palácio opulento que foi casa dos três Luís que governaram França até ao cair da guilhotina que matou Luís XVI. O peso histórico não terminou com a revolução: foi palco da assinatura de dois importantes tratados de paz, o que terminou a guerra revolucionária na América e o que pôs fim à Primeira Guerra Mundial. Mas chega de história.

Há um novo motivo para começar a planear uma visita ao que é um dos monumentos mais visitados em França. É que o palácio vai ser também a casa de um novo e exclusivo hotel, que lhe vai reservar uma parte do edifício — um sítio onde os milhões de turistas não chegam.

O hotel deveria ter sido inaugurado em maio, mas a pandemia trocou as voltas à LOV Hotels, responsável pelo projeto. Anunciado oficialmente no final de 2019, o Airelles Château de Versailles, Le Grand Contrôle, é um boutique hotel altamente luxuoso e exclusivo: tem apenas 14 quartos e suites. A lista, como é óbvio, não se fica por aqui.

Direto para a bucket list: dormir uma noite em Versalhes

O alojamento vai ocupar três edifícios desenhados em 1681 pelo arquiteto preferido do Rei Sol, Luís XIV, que foram usados como Ministério das Finanças, nos tempos em que o rei transferiu para Versalhes todos os órgãos de governação. Entretanto passaram pelas mãos das forças armadas francesas até 2004, ano em que ficaram totalmente desocupados. Até agora.

O projeto de renovação durou cerca de quatro anos e custou aproximadamente 35 milhões de euros. O objetivo passava por recriar o ambiente e a decoração de 1788, para não adulterar a história.

Para que tudo seja o mais fiel possível, a tecnologia foi escondida da vista. Televisão no quarto? Nem pensar. Até porque vão estar repletos de verdadeiras antiguidades, muitas delas compradas em leilões.

O luxo continua fora dos quartos, onde irá morar um restaurante luxuoso gerido pelo famosíssimo chef francês Alain Ducasse, detentor de 17 estrelas Michelin — mais nenhum chef tem atualmente tantas no currículo.

O Chatêau de Versailles irá ter também um spa Valmont e um opulenta piscina interior. Quando se fartar, pode sair porta fora e passear pelos jardins sem ter que se cruzar com os turistas. O luxo tem um preço de rei. O preço da estadia deverá começar nos 1.300€ por noite. Com pequeno-almoço incluído, está claro.

Vai ter uma parte dos jardins só para si

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT