Viagens

Duas baleias-brancas foram libertadas de um parque aquático — e fizeram esta expressão

Operação demorou seis anos mas permitiu transferir Little White e Little Grey para um santuário de águas abertas.
Nova casa, nova vida.

Little White e Little Grey têm 12 anos de vida e passaram boa parte desse tempo no Changfeng Ocean World, um parque aquático na China. Agora, graças a uma operação conjunta, vão ter nova casa num santuário de águas abertas.

Numa operação que demorou seis anos até chegar a esta fase, a Sea Life Trust, uma organização que se dedica à defesa da vida marinha, juntou apoios para transportar as duas baleias-brancas até à Islândia. Foi fretado um Boeing 747-400ERF especial para o transporte.

Os dois animais estavam em cativeiro desde 2011, primeiro num centro de pesquisa e depois no parque aquático. Na sexta-feira, 7 de agosto, aterraram na costa das ilhas islandesas de Westman, mais concretamente na baía de Klettsvik. Nestes primeiros dias ficaram numa zona resguardada, tipo piscina natural, e estão a adaptar-se bem.

“Estão a um passo de serem libertadas na sua nova casa de águas abertas”, conta Andy Pool, responsável do Sea Life Trust, citado pelo “Lonely Planet”. O mesmo santuário inclui um hospital de aves marinhas.

Little White e Little Grey têm estado a alimentar-se bem e a preparar-se para esta nova vida, sem ser em cativeiro. No site da organização é possível fazer donativos em nome das duas baleias.

O fotógrafo Aaron Chown, que acompanhou o processo, publicou uma fotografia que mostra a chegada dos animais e a coisa parece ter merecido um sorriso de uma das baleias.

O santuário das baleias-brancas pode ser visitado. Para lá chegar é preciso voar até à capital da Islândia, Reiquiavique. A partir daí ferry e autocarro (à volta de 30€, quatro horas de viagem) ou avião (vários preços, 25 minutos de viagem) até à ilha de Heimaey, nas ilhas Westman.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT