Viagens

Tailândia quer voltar a receber turistas — mas têm de estar vacinados

O país ainda tem vários surtos, mas planeia ter Phuket com a imunidade de grupo no próximo mês.
Já pode voltar.

Destino favorito de muitos portugueses, a Tailândia parece, finalmente, estar de volta — como destino turístico, claro. Depois de alguns avanços e retrocessos, a partir de 1 de julho o país planeia mesmo reabrir suas portas aos turistas internacionais, ainda que com algumas regras.

Segundo a revista de viagens “Lonely Planet“, o país dependente do turismo não quererá esperar mais e planeia seguir em frente com seus planos previamente anunciados de reabrir fronteiras. Isto apesar de recentemente ter experimentado a sua maior taxa de infecções e mortes devido à Covid-19 desde o início da pandemia. 

A Autoridade de Turismo da Tailândia (TAT) confirmou que, a partir do próximo mês, o país permitirá a entrada sem quarentena a turistas, mas com várias regras: em primeiro lugar, que estejam vacinados e venham de países considerados de “baixo risco”, Além disso, terão de entrar pela ilha de Phuket e ainda deverão trazer um teste negativo.

Tal como já tinha sido anunciado, ao chegar em Phuket — que as autoridades esperam que tenha em julho atingido a imunidade coletiva por vacinação —, os visitantes ainda terão de se hospedar num hotel aprovado pela Administração de Segurança e Saúde do país nas primeiras sete noites.

Enquanto estiverem em Phuket, não são obrigados a estar em quarentena e são livres para deixar suas acomodações e viajar pela ilha com poucas restrições, visitando praias, restaurantes e locais de entretenimento normalmente. No entanto, deverão registar-se num site do governo e usar uma aplicação para se for necessário rastrear os seus movimentos. Depois de sete noites em Phuket, os visitantes têm liberdade para deixar a ilha e viajar para outros pontos da Tailândia.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT