Viagens

Emirates paga funeral a quem viajar nos seus aviões — e morrer de Covid-19

A promessa da companhia abrange todas as despesas que os passageiros tenham devido a uma potencial infeção. Mesmo em casos fatais.
Ah, assim estamos mais descansados.

A certa altura da pandemia, dois terços da frota mundial de aviões estava no chão. A crise sem precedentes obrigou muitas companhias a inovarem. No caso da Emirates Airlines, a proposta para convencer os viajantes a voltarem ao ar é, no mínimo, curiosa.

O programa de incentivos lançado pela companhia dos Emirados Árabes Unidos revelou que comprometerá a cobrir todas as despesas dos viajantes que, tendo viajado nos seus aparelhos, contraiam Covid-19 no voo ou durante as viagens. E caso tudo corra pelo pior, mesmo em caso de morte, a Emirates promete absorver todos os custos de um eventual funeral. Nota: a promessa é válida desde que os custos não ultrapassem os 150 mil euros.

“A Emirates orgulha-se de assumir a liderança na recuperação da confiança dos viajantes nas viagens internacionais. Sabemos que as pessoas estão ansiosas por poderem voltar a voar à medida que as fronteiras de todo o mundo reabrem, embora procurem flexibilidade e garantias no caso de algum imprevisto ocorrer durante a viagem”, revela Ahmed Maktoum, CEO do Emirates Group.

Nesse sentido, a companhia compromete-se a cobrir todos os custos da doença, num seguro que é ativado a partir do momento da partida e se mantém válido durante toda a viagem, mesmo que os passageiros se desloquem para outros locais após aterrarem no destino. No caso de ter que enfrentar uma quarentena de 14 dias, a companhia promete pagar 100€ por dia. O plano está em curso desde 23 de julho e irá manter-se assim até 31 de outubro.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT