Viagens

Entrar em Portugal sem teste negativo pode dar multa de 800€

O maior controlo nas fronteiras leva também a que os incumprimentos originem multas de valores mais avultados.

Será a partir de quarta-feira, 1 de dezembro, que as novas regras impostas pelo Governo entrarão em prática. Numa tentativa de controlar a quinta vaga — e com a agravante do surgimento de uma nova variante potencialmente mais perigosa —, prepara-se um maior controlo fronteiriço.

Assim, quem entrar no País, chegue de avião ou pelas fronteiras terrestres, terá que apresentar um teste negativo, um PCR feito nas últimas 72 horas ou antigénio negativo nas 48 horas anteriores. Se assim não acontecer, poderá haver lugar a coimas cujos valores começam nos 300€ e podem ir até aos 800€.

Mais duras são as coimas para as vias aéreas e marítimas, nomeadamente para as companhias aéreas ou de cruzeiros de passageiros. Caso não cumpram a verificação antes da partida, poderão ser multadas em valores que variam entre os 20 e os 40 mil euros. Os passageiros também serão igualmente multados, mas em valores menores, a partir dos 300€.

As restrições entram em vigor numa altura em que Portugal apresenta o maior número de internados por Covid-19 desde agosto — são mais de 700 e mais de 100 em cuidados intensivos — e está a braços com a quinta vaga. No horizonte paira também a ameaça da Omicron, a nova variante que está a preocupar as autoridades e que poderá ser mais transmissível do que a Delta, a variante dominante em todo o mundo.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT