Viagens

Esta cidade espanhola vai cobrar 750€ de multa a quem urinar no mar

Ainda não se sabe é como é que os nadadores-salvadores vão impedir as pessoas de cometer uma “infração aos regulamentos de higiene e sanitários”.
É melhor ter cuidado.

Quem for apanhado a urinar nas águas desta cidade espanhola corre o risco de pagar uma multa de 750€. Com cada vez mais turistas a chegar a Espanha este verão, a região da Costa del Sol está a tomar algumas medidas preventivas. O município de Marbella, em Málaga, aprovou uma série de iniciativas destinadas a melhorar a qualidade das suas famosas praias. Algumas delas deram que falar, principalmente a que previa uma multa a quem fizesse “evacuações fisiológicas” no mar ou no areal. O valor duplicaria para 1.500€ para quem fosse apanhado mais do que uma vez no espaço de um ano.

Apesar de a multa ter sido aprovado conselho municipal de Marbella, ainda não foi implementada, uma vez que precisa de ser submetida a uma consulta pública. O decreto aprovado proíbe urinar debaixo de água em 25 praias do município de Málaga — e quem for apanhado a fazê-lo em terra também tem direito a uma multa.

Ainda não se sabe, contudo, como é que os nadadores-salvadores vão identificar as pessoas que urinam no mar. As multas para atos semelhantes, que são “uma infração aos regulamentos de higiene e sanitários”, não são uma novidade no município, mas os valores estão mais elevados. De 300€, passou para 750€, mais do que o dobro. 

Apesar de ser composta por cerca de 95 por cento de água, a urina é tóxica para a vida selvagem dos oceanos, podendo contribuir para a destruição da biodiversidade e prejudicar os recifes de coral.

Além desta regra, a Costa del Sol introduziu restrições à entrada de cães no mar, a jogar com uma bola na água e a montar um guarda-sol sem permissão. Os fumadores podem continuar a fumar na praia, mas há multas para quem deitar lixo, como pontas de cigarro ou restos de comida, na areia.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT