Viagens

Este casal viajava há mais de 13 anos quando chegou a Covid-19 — mas não vai parar

Karen e Eric passaram um terço das suas vidas em viagem. A pandemia estragou os planos, mas não ficaram parados.
Um casal de viajantes.

Há quem diga que o amor é uma viagem, mas talvez nenhum casal o tenha levado tão à letra quanto Karen Catchpole e Eric Mohl. Ela escreve, ele fotografa. É o que sempre fizeram da vida. E prometem que irão continuar a fazê-lo até ao fim.

O casal conheceu-se em Nova Iorque há cerca de duas décadas e rapidamente percebeu que amor, lazer e trabalho cabiam todos no mesmo lugar. A sua primeira aventura levou-os a viajar pela Ásia durante quatro anos. Quando voltaram, tinham outro projeto em mente.

Há quem seja obrigado a mudar de profissão quando quer viajar pelo mundo. Não foi o caso de Karen e Eric. Em 2006, este casal passou a trabalhar como freelancer. Eric a e Karen arranjaram uma carrinha Chevrolet Silverado e deram início ao seu novo projeto — que começou há 13 anos, cinco meses e três dias. Só mesmo a Covid-19 é que os obrigou a parar.

A ideia era bem ambiciosa: de carro, o casal pretendia atravessar de fio a pavio a América de Norte e Sul. Ao longo destes 14 anos já percorreram 18 países, entre eles os seus Estados Unidos, naturalmente, mas também México, Belize, Brasil, Guatemala, Costa Rica, Bolívia, Chile e muitos outros.

Em cada país onde estiveram foram documentando com o seu olhar profissional a viagem. Eric e Karen têm um site onde contam as suas aventuras. Na estrada, vão fazendo reportagens de viagens e críticas dos mais diversos espaços, para diferentes publicações.

A viagem que começou há mais de 13 anos deu uma volta estranha nestes últimos meses devido à pandemia, como admitem os próprios à “Lonely Planet”. “Para nós, o amor por viajar vem da ideia de liberdade e novidades diárias, da curiosidade e aprendizagens constantes”.

Foi tudo isso que parou agora que países como os EUA, México ou Brasil estão entre os mais afetados pela Covid-19. O casal estava na Argentina quando as fronteiras fecharam e por lá tem ficado nos últimos tempos.

Eric e Karen dependem de trabalhos freelance e alguns donativos para prosseguir viagem. Nesta fase, têm aproveitado para recordar algumas das aventuras que viveram no projeto que batizaram como Trans-Americas Journey.

Se há algo que tanto tempo de viagem lhes ensinou, contam, é a serem “flexíveis e adaptáveis”. São características importantes para qualquer viagem mas mais ainda no mundo atual, em que viajar é ainda uma incógnita.

O que quer que o futuro reserve, Karen e Eric estão preparados para se aventurarem nessa nova incógnita. Já lá vão muitos anos consecutivos de viagem a dois, é verdade, mas ainda têm muita América por descobrir.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT