Viagens

Estes são os 10 museus mais macabros do mundo ‒ e arrepiam qualquer um

Há bonecas desmembradas, anomalias genéticas e cabeças guilhotinadas. Um deles fica em Espanha.
São os mais assustadores do mundo.

Viajar para outro país é descobrir novas culturas e histórias e uma das melhores formas de o fazer é conhecer os museus mais icónicos de cada destino. O Museu do Louvre, em Paris, o Museu Britânico, em Londres, ou o Rijksmuseum, em Amesterdão, são pontos de paragem obrigatória para quem visita estas capitais europeias. 

Ainda assim, os museus não são apenas espaços que reúnem pinturas, esculturas ou outras obras de arte: alguns arrepiam até as almas mais corajosas. Para celebrar o Dia Internacional dos Museus, assinalado a 18 de maio, a Civitatis, uma companhia de distribuição online de visitas guiadas, excursões e atividades, selecionou os dez museus mais sórdidos, macabros e surpreendentes do mundo.

Salas de suicídio, lendas sobre bruxaria, bonecas desmembradas, cadáveres humanos plastinados e gatos mumificados são alguns exemplos do que pode encontrar nestes museus, se por acaso se atrever a entrar. Espalhados por todo o mundo, possuem coleções de coisas bizarras e estranhas ‒ e não é preciso muito mais para nos convencer a entrar e descobrir o que se esconde por trás da porta. 

Na lista divulgada pela Civitatis, o destino referido mais vezes são os Estados Unidos da América, onde existem três dos museus mais macabros do mundo. O Museu da Morte, por exemplo, fica em Los Angeles e tem uma sala de suicídio. Entre a coleção de mais de 5.000 objetos, fotografias e restos humanos, está a cabeça guilhotinada do serial killer francês Henri Ladru, executado em 1922. A ideia do museu é reunir todo o tipo de artefactos que, de alguma forma, estejam ligados à morte. Os bilhetes custam 16€. 

Outro dos espaços que se destacam dentro deste conceito é o Museu Psiquiátrico Glore, em Missouri, que era uma antiga instituição psiquiátrica. Além de mostrar os 130 anos de história do hospital, o mais chocante é sem dúvida aquilo que foi deixado por milhares de pacientes com patologias mentais, como desenhos e pinturas. 

Há até um mosaico composto por 1.446 alfinetes, botões, pregos e outros objetos que foram removidos do estômago de uma paciente. Para entrar neste antigo hospital psiquiátrico, os bilhetes custam 6,65€. 

Ainda nos Estados Unidos, o Museu Mütter, em Filadélfia, tem uma das coleções de anatomia mais estranhas do mundo. Partes do cérebro de Albert Einstein, o tumor da mandíbula do antigo  presidente dos Estados Unidos Grover Cleveland e o fígado partilhado dos gémeos siameses Chang e Eng são algumas das atrações mais populares. A entrada custa 19€. 

Mais perto, Espanha também abriga um dos museus mais macabros do mundo. Em Zugarramurdi (a 50 quilómetros de San Sebastián, no País Basco), um antigo hospital de dois andares transformou-se no Museu das Bruxas. Através de vídeos e recriações, o espaço permite aos visitantes ver como as mulheres acusadas de bruxaria sofriam naquela na cidade. Os bilhetes custam 5,50€.

De seguida, carregue na galeria para conhecer os dez museus mais estranhos e bizarros do mundo. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT