Viagens

Férias de sonho: passar seis semanas nas Caraíbas a viver como um local

Ilha caribenha de Santa Lúcia criou o programa "Live It", que cria condições para estadias prolongadas a lazer ou teletrabalho.
Parece bem.

É para muitos o sonho de uma vida para outros algo irreal e inconcretizável — mas se há uma coisa que a pandemia nos ensinou é que não vale a pena adiar os sonhos nem desistir deles, até porque nunca se sabe o amanhã. Para quem sempre quis experimentar como seria viver nas Caraíbas, com sol, calor, sandálias, peixe fresco, música e ambiente tropical, vida mais simples e descomplicada, esta pode ser a oportunidade.

Numa altura em que o teletrabalho se generalizou e o seu prolongamento pode permitir a milhares de pessoas em todo o mundo que experimentem outros países e outras vidas sem perder o seu emprego, a ilha caribenha de Santa Lúcia criou o programa “Live It”, que cria condições para estadias prolongadas a lazer ou em teletrabalho. 

Segundo a “Lonely Planet“, graças a este programa visitantes e trabalhadores remotos podem ficar na ilha por até seis semanas, numa iniciativa que enfatiza a vida como um local.

Na página do programa, onde se vê que Portugal está contemplado como passível de inscrição, explica-se que a premissa é simples: Santa Lúcia é tão bonito que umas férias lá nunca parecem longas o suficiente, pelo que o governo decidiu oferecer esta “excelente oportunidade” de estender a sua visita por até seis semanas.

O Live it oferece aos turistas ou nómadas digitais a oportunidade de ficar em Santa Lúcia por um período prolongado de forma legal e fazendo “exatamente o que você quiser”, graças às experiências personalizadas de especialistas.

“Há tantas coisas para explorar com segurança em Santa Lúcia e o nosso programa envolvente fará com que viva como um local enquanto se sente como um membro da família”. 

Na prática, depois de preencher o formulário online será emparelhado com um especialista em Live it Island (operador turístico local), que será o seu guia pessoal antes e durante a sua estadia.

De voos a hospedagem, atividades e transporte, ele cuidará de tudo. Também trata dos requisitos de entrada relacionados com a Covid-19 e garantias de uma visita segura.

Depois, o especialista personalizará as atividades de acordo com as necessidades: seja aprender a cozinha crioula ou caminhar pelos Pitons, uma maravilha geológica que é um Património Mundial. Pode ainda explorar as florestas, fazer praia até se cansar, descobrir todos os recantos da ilha.

Além de ser onde ficam os dois picos vulcânicos conhecidos como Pítons, Santa Lúcia é o lar de florestas, cascatas, praias lindas, colinas e vales, recifes e corais, resorts e aldeias de pescadores.

É uma das ilhas mais pequenas das Caraíbas e também uma das sossegadas, o que a torna perfeita para esta experiência de sonho num mundo a tentar sair da pandemia. Enquanto estiver em Santa Lúcia, os visitantes também podem trabalhar remotamente, pois o wi-fi gratuito é oferecido em toda a ilha em hotéis, vilas e locais públicos, e muitos hotéis já oferecem programas de trabalho remoto, comodidades e regalias especiais.

“Em uma visita mais curta, os viajantes ficam limitados a algumas atividades, mas se ficarem por mais tempo, podem vagar localmente, descomprimir após um ano de bloqueio e também trabalhar remotamente”, diz o ministro do Turismo, Exmo. Dominic Fedee, citado pela “Lonely Planet”. 

De acordo com os protocolos do Covid-19, que tornam a quarentena obrigatória, os visitantes podem escolher hospedar-se em até duas das dezenas de hotéis e vilas privadas com certificação Covid. Após 14 dias, estão livres para explorar várias partes da ilha ou fixar residência numa vila ou hotel. Os visitantes interessados ​​em estender sua experiência além de seis semanas podem trabalhar com o seu operador turístico para solicitar uma extensão de até um ano.

Mais informações sobre a experiência Live It podem ser encontradas no site, onde se percebe que os preços são também calculados à medida do que procura, do que quer e do que tem, sendo questionado no formulário de quanto dinheiro dispõe de orçamento para gastar a cada semana. Há também uma secção de perguntas e respostas para que tire todas as dúvidas, caso pense aderir.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT