Viagens

O Japão vai finalmente reabrir ao turismo global e levantar as restrições da pandemia

A partir de 11 de outubro pode entrar no país sem recorrer a uma agência de viagens e deixa de haver limite diário de entradas.
Boas notícias.

Nos últimos dois anos e meio só se podia entrar no Japão através de uma agência de viagens. A partir de 11 de outubro, já vai ser possível voar para o país de forma independente: o turismo global vai reabrir e todas as restrições da pandemia serão levantadas.

O primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, anunciou que as medidas contra a Covid-19 serão aliviadas já no próximo mês, um passo fundamental para promover a recuperação no setor do turismo. Desde o início da pandemia, o Japão foi um dos países do mundo que manteve as diretivas mais rígidas de controlos fronteiriços e de entradas de estrangeiros.

Em junho, o governo autorizou o regresso dos turistas, mas apenas através de agências oficiais de viagens — e não podiam andar pelo território japonês sem estarem acompanhados por um guia. “A Covid-19, é claro, interrompeu todos esses benefícios, mas, a partir de 11 de outubro, o Japão relaxará as medidas de controlo das fronteiras para ficar em pé de igualdade com os EUA, além de retomar as viagens sem visto e individuais”, disse o primeiro-ministro.

Antes da pandemia, o Japão tinha acordos de isenção de visto com quase 70 países e regiões, incluindo os Estados Unidos e a União Europeia e, ao que parece, essa medida vai manter-se em vigor. “A isenção de visto está de volta, sem limites diários nem visitas individuais gratuitas”, acrescentou. Contudo, ainda não se sabe a quantos países se irá aplicar.

A partir de 11 de outubro, o país também deixará de ter um limite diário de chegadas, atualmente definido em 50 mil, e irá rever os regulamentos dos hotéis.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT