Viagens

Já pode alugar uma ilha privada para passar férias sem Covid-19 nas Maldivas

O resort continua a funcionar normalmente, mas não aceita mais hóspedes.
Tudo para si.

Uma das principais preocupações de quem vai viajar neste período de pandemia é o contacto com muitas pessoas, que aumenta o risco de infeção por Covid-19. No entanto, há agora uma nova possibilidade: ir de férias para uma ilha privada, em que não há mais hóspedes. E fica num dos locais mais paradisíacos do mundo, as Maldivas.

Explica o jornal espanhol “Expansión“, que o Seaside Finolhu, um resort de cinco estrelas maldiviano abriu a possibilidade a qualquer pessoa de reservar todo o complexo para si e para quem o acompanha na viagem. E não pense que vai ter umas férias ao estilo de “Survivor” porque, apesar de não haver mais hóspedes à sua volta, todos os serviços da ilha se mantêm em funcionamento durante a sua estadia.

Portanto, além da praia incrível — com um areal de mais de um quilómetro — terá à sua disposição quatro restaurantes diferentes, vários bares junto à praia, um spa e um centro de diversões aquáticas, com acesso a jet ski, equipamento de snorkeling e mergulho. O resort disponibiliza anda  e até um kids club para ocupar os miúdos enquanto apanha sol. 

Claro que umas férias com este nível implicam sempre um investimento acima do que é habitual. Neste caso, cada noite custará aqui, pelo menos, 158 mil euros. O preço da privacidade total.

Aproveite para ler a história assustadora do casal português que foi passar a lua de mel às Maldivas e acabou por ficar retido no país, depois de testarem positivo para a Covid-19.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT