Viagens

Leonardo DiCaprio doou 35 milhões de euros para ajudar a salvar as ilhas Galápagos

A doação ajudará a renaturalizar a ilha e a salvar diferentes espécies em perigo. O ator é realmente um exemplo.
É um ativista.

O ator e ambientalista Leonardo DiCaprio revelou que fez uma doação no valor de 43 milhões de dólares (aproximadamente 35 milhões de euros) para arrancarem as operações de conservação ambiental e animal nas ilhas Galápagos, no Equador.

Esta iniciativa resulta de uma parceria com Re:wild — organização fundada por DiCaprio juntamente com cientistas de conservação —, a diretoria do Parque Nacional de Galápagos, a organização Island Conservation e comunidades locais. O projeto é também apoiado por Marcelo Mata Guerrero, ministro do Ambiente e da Água do Equador. O objetivo da intervenção é renaturalizar as ilhas de Galápagos e também todos os arquipélagos do Pacífico na América Latina. 

A doação de Leonardo DiCaprio vai ajudar a financiar projetos que visam a restauração da Ilha Floreana, onde habitam 54 espécies em vias de extinção. O projeto pretende também reintroduzir na ilha 13 espécies já localmente extintas, como é o caso do pássaro de Floreana. Estes 43 milhões de dólares irão ainda apoiar o programa de reprodução em cativeiro e outro projetos, para prevenir a extinção da iguana-rosa.

Paula Castaño, ambientalista que vai trabalhar ao pé de DiCaprio neste projeto, diz que “o tempo está a acabar para muitas espécies, especialmente em ilhas onde as suas pequenas populações estão vulneráveis e ameaçadas.”

Já há muitos anos que DiCaprio tem mostrado o seu lado mais ambientalista. Ao longo da sua vida, doou mais de 100 milhões de dólares (aproximadamente 82 milhões de euros) para apoiar diferentes programas e projetos ambientais.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT