Viagens

Mariana viaja pelos lugares mais incríveis da Austrália a bordo da “Caracoleta”

A aventura começou em maio de 2023, quando comprou a carrinha com a qual está a percorrer o país da Oceânia com o namorado.
A van foi comprada em maio de 2023.

Mariana Guerra tem 25 anos e o bichinho das viagens começou muito cedo. Desde que se lembra, viajava com a família pelo menos uma vez por ano. A nutricionista de Torres Vedras sempre pensou que assim que começasse a trabalhar iria poupar dinheiro para que, assim que tivesse férias, pudesse percorrer o mundo. A Austrália sempre esteve nos planos, mas a logística para visitar este país não é nada fácil.

“É muito grande. Ia vendo roteiros e estava sempre a ver quando conseguia ir. O visto de turista é gratuito, mas viajar por três meses seria caro e 90 dias para visitar tudo é muito pouco tempo”, conta à NiT. Por isso, Mariana e o namorado, Manuel Pereira, de 26 anos, decidiram obter o visto “Work and Holiday” para trabalhar e viajar durante um ano.

Chegaram a Brisbane em janeiro de 2023. Mariana trabalhou num hotel, num restaurante e numa carrinha de gelados e Manuel num estúdio de fotografia. “Trabalhámos e poupámos dinheiro para comprar a van”, diz.

Uma “mini-casa” chamada Caracoleta

Foi em maio que a aventura começou a sério. “Comprámos a carrinha em maio, ainda demorámos dois meses a convertê-la, ou seja, a reestruturá-la por dentro. Colocámos chuveiro, fogão, forno, sofás, mesas e uma cama. Transformámo-la numa mini casa”, explica. 

A van é uma Toyota Coaster, de 1998. Antes era um mini autocarro que fazia serviços de shuttle de e para o aeroporto. Foi comprada por Mariana e Manuel no Marketplace, do Facebook, uma plataforma que “funciona bastante bem” na Austrália. Custou 57.500 dólares (aproximadamente 34.800€), mas com a reforma realizada pelos dois portugueses ficou em 62.000 dólares (cerca de 38.000€). E até já foi batizada: chama-se Caracoleta.

“Nós gostamos de andar devagarinho. O motor funciona bem, mas para poupar algum combustível conduzimos de forma mais lenta e todos os carros passam por nós”, refere Mariana. Após ter sido totalmente renovada, os dois começaram a viver na van em agosto, numa viagem que deverá acabar em junho deste ano — altura em que devem colocá-la à venda no mesmo lugar onde a adquiriram.

Praias com cangurus, coalas e a Grande Barreira de Coral

O percurso começou por Brisbane, seguiu pela Gold Coast, Cape Tribulation, Cairns, Airlie Beach, Whitsundays, New South Wales e Victoria. Agora, Mariana e o namorado estão na Tasmânia (viajaram de ferry desde Melbourne). Os próximos destinos serão Adelaide, Darwin e Perth.

Desde praias com cangurus, coalas em árvores e a Grande Barreira de Coral (um ecossistema de 2.300 quilómetros de extensão que compreende milhares de recifes e centenas de ilhas feitas de mais de 600 tipos de corais e abriga inúmeras espécies de peixes coloridos, moluscos e estrelas-do-mar, além de tartarugas, golfinhos e tubarões), Mariana já visitou os lugares mais espetaculares deste país da Oceânia. “Os animais e as paisagens, é tudo de uma beleza natural deslumbrante. Não conseguimos ficar indiferentes”, afirma. As zonas desconhecidas e pouco exploradas torna tudo ainda muito mais especial. “O país é muito grande e não tem tanto turismo como a Europa, então os locais nunca estão lotados. Às vezes estamos em praias incríveis sem mais ninguém.”

Apesar de ter alguma dificuldade em nomear o sítio mais fantástico que já visitou em terras australianas, Mariana escolhe Whitsunday (um paraíso tropical com mais de 70 ilhas): “Sobrevoámos as ilhas por cima da Grande Barreira de Coral e era tudo tão bonito que era como se estivéssemos a ver as paisagens com um filtro através da janela do avião.”

Mas não é só de rosas que se faz esta viagem. Como em todos os bons passeios, também já houve imprevistos. “Já ficámos com a carrinha presa numa duna. O que vale é que os australianos são muito simpáticos e têm todas as ferramentas preparadas. A primeira pessoa a passar com um jipe conseguiu puxar a van”, conta, a rir-se. Também já ficaram sem água enquanto tentavam tomar banho. “Temos de nos lembrar que não estamos a viver propriamente numa casa.”

A Austrália é conhecida por ter diversos animais selvagens e exóticos, mas, “felizmente”, Mariana nunca se cruzou com nenhum (nem crocodilos, nem tubarões), nem nunca foi mordida. “Vi uma vez uma aranha e uma cobra, mas o mais comum são os cangurus e os pássaros. Há pássaros de todo o tipo e até são um bocado irritantes”, brinca.

A vida a bordo de uma van

O dia a dia de Mariana e Manuel depende do sítio onde estão em determinado momento, mas cozinham e dormem na van.  “Nunca ficamos a dormir em parques de campismos pagos. Temos uma aplicação que nos permite ver lugares para dormir de forma gratuita.”

É assim que conseguem poupar dinheiro. Tanto que, por dia, gastam entre 16 e 20€, contando com comida, combustível e extras como a Internet, algo fundamental para Mariana, uma vez que continua a dar consultas de nutrição ao final do dia. “Em Portugal, já dava consultas online. Com a diferença horária, que depende de estado para estado (agora onde estou na Tasmânia são 11 horas), o online facilita imenso, por isso dou mais ao final do dia e à noite de cá da Austrália.”

A portuguesa nota que, apesar dos ordenados na Austrália serem quatro vezes superiores aos do nosso País, o custo de vida acaba por ser semelhante. “O supermercado não é mais caro do que em Portugal, exceto no que toca ao peixe, à fruta e aos vegetais. Os combustíveis são mais baratos e o preço das casas é muito parecido”, observa.

Carregue na galeria para ver os locais mais espetaculares da Austrália visitados por Mariana e Manuel.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT