Viagens

Morreu a mulher mais velha do mundo — sobreviveu a duas guerras e adorava chocolate

A japonesa Kane Tanaka tinha 119 anos. Durante a sua vida passou por cinco reinados imperiais no Japão, e 49 Jogos Olímpicos.
Teve uma vida bastante completa.

As autoridades locais de Fukuoka, no Japão, anunciaram esta segunda-feira, 25 de abril, a morte de Kane Tanaka, a mulher mais velha do mundo. Morreu aos 119 anos e 108 dias num hospital local. A sua vida foi tudo menos aborrecida ou fácil.

Tinha celebrado o seu 119.º aniversário a 2 de janeiro de 2022. Em março de 2019 foi galardoada com o recorde do Guinness como a pessoa mais velha do mundo ainda viva na altura. O seu grande objetivo era chegar aos 120 anos, que não conseguiu concretizar. Na verdade, se tivesse vivido mais quatro anos, ter-se-ia tornado na pessoa mais velha que alguma vez viveu, ultrapassando Jeanne Calment que faleceu em 1997 com 122 anos. Após morte de Tanaka, a pessoa mais idosa atualmente é a francesa Lucile Randon, com 118 anos e 74 dias.

Nascida em 1903, Kane Tanaka tornou-se na japonesa mais velha de sempre quando alcançou a marca dos 117 anos e 261 dias, em setembro de 2020. Para celebrar, foi fotografada a fazer um símbolo da paz e acompanhada por duas garrafas de Coca-Cola. Era tão fã desta bebida (e de todas aquelas com gás), que no seu último aniversário recebeu uma versão personalizada da embalagem. “Estou muito grata por este presente”, disse. Também era apreciadora de chocolate e mantinha a mente ocupada com puzzles de números, como o Sudoku.

Era a sétima filha de um total de nove, e casou-se com o primo aos 19 anos. Trabalhou numa loja de noodles para conseguir sustentar a família, após o marido e o filho mais velho terem ido combater na segunda guerra entre o Japão e a China, que começou em 1937 e apenas terminou em 1945. O filho acabou por ser capturado e mantido refém na Sibéria, antes de ser libertado e ter regressado a casa em 1947.

A parte familiar da sua vida foi repleta de tragédias. Teve dois filhos e duas filhas (e adotou uma terceira). Infelizmente, a filha mais velha morreu pouco depois de nascer e a filha mais nova morreu com um ano em 1947. A filha adotiva, que era sobrinha de Hideo Tanaka, o marido, morreu em 1947 com uma doença desconhecida. Tinha 23 anos.

Kane Tanaka nasceu no mesmo ano em que os irmãos Wright fizeram o seu famoso voo com aquela que foi creditada como a primeira máquina voadora mais pesada que o ar e uns meses antes de George Orwell, escritor de 1984, ter nascido. Durante a sua vida passou por cinco reinados imperiais no Japão, duas guerras mundiais e 49 Jogos Olímpicos (de verão e inverno).

O número de centenários no Japão tem vindo a aumentar. Segundo documentos divulgados pelo ministério japonês da saúde, em setembro de 2021 existiam 86.510 cidadãos com 100 anos ou mais, um aumento de 6.060 pessoas quando comparado com o ano anterior. As mulheres como Tanaka, representam a maioria deste número, enquanto que os homens correspondem a aproximadamente 10 mil casos.

A esperança média de vida também é bastante elevada — 87,74 anos no caso das mulheres e 81,64 para os homens. Em Portugal, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística em setembro do ano passado, o número fixa-se nos 81,06 anos.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT