Viagens

As novas experiências virtuais da Amazon levam-no às compras nas cidades mais fixes

Visitar lojas em Kyoto, conhecer o centro de Praga ou fazer empanadas na Argentina. As visitas Amazon Explore são do outro mundo.
Pode comprar (quase) tudo o que vê

Antes de qualquer viagem, um viajante bem-preparado tem sempre um bom plano de ataque: que sítios quer visitar, onde quer comer e o que tem mesmo que ver. Não raras vezes, agarramo-nos ao Google Maps e percorremos as ruas numa espécie de sessão de reconhecimento. É quase como fazer um test drive da viagem antes de a viver pessoalmente. O novo conceito da Amazon é mais ou menos assim que funciona — com muitos extras.

As visitas virtuais não são novas. Ganharam dimensão com o surgimento da pandemia, que arruinou os planos de muitos viajantes, mas ainda tinham muitas limitações. Na maioria dos casos, limitavam-se a levá-lo num percurso pré-definido gravado em vídeo. Nada disso acontece nas experiências Amazon Explore. São personalizadas, pagas à hora e completamente personalizáveis. Quer entrar na loja? Só tem que dar a ordem. Quer dar a volta ao monumento? Comande. Prefere observar em silêncio um marco arquitetónico? Você é que manda.

Há mais: pode comprar quaisquer produtos que vir nas montras ou nas bancas. Pode fazer um pouco de tudo, de um passeio nas ruas histórias de Kyoto, no Japão, a experiências culinárias, como aprender a fazer tacos no México. Do outro lado está sempre um anfitrião com uma câmara ligada diretamente a si. Tudo feito em tempo real. 

O novo serviço está, por enquanto, limitado ao mercado norte-americano. E as reservas requerem, pelo menos para já, um convite. Trata-se, sobretudo, de uma fase de experimentação que, sendo bem-sucedida, poderá fazer com que estas experiências se tornem cada vez mais comuns — e fiquem acessíveis aos restantes países.

Os preços começam nos 40€ e podem chegar aos 150€, sempre por sessões com tempo pré-definido, que pode ir dos 45 aos 90 minutos.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm
Novos talentos

AGENDA NiT