Viagens

O bosque encantado com fadas e animais mágicos que nasceu a partir de uma lenda

Com pouco mais de um quilómetro, é o percurso perfeito para levar os mais novos. É um pequeno mundo de fantasia.
É um sítio mágico.

A vila espanhola de Parauta, em Málaga, não chega nem aos 300 habitantes e nunca esteve propriamente dentro dos roteiros turísticos. Passava despercebida aos olhos dos turistas — pelo menos, até há cerca de dois anos. Tudo mudou em 2022, altura em que nasceu um bosque encantado que tem atraído famílias a mergulhar neste novo mundo de fantasia com fadas, duendes e até unicórnios.

O sucesso do trajeto fez com que a pequena localidade da Andaluzia fosse considerada, em dezembro de 2023, uma das aldeias mais bonitas do país vizinho. É, segundo a associação Los Pueblos Más Bonitos de España, o refúgio ideal para os amantes da natureza graças às “florestas autênticas” e “rica história”.

Parauta guarda ainda a memória do seu passado andaluz, com ruas estreitas e íngremes, casas com fachadas brancas e telhados de telha árabe. Faz parte do Parque Natural da Serra de las Nieves, declarado Reserva da Biosfera pela UNESCO, onde se encontra a famosa árvore Pinsapo de las Escaleretas, declarada monumento natural em outubro de 2001.

Com mais de 30 metros de altura, a verdade é que não é só o seu tamanho que impressiona. A icónica árvore está também envolvida numa história. Reza a lenda, segundo o “El País”, que uma mulher com grande respeito pela natureza foi enterrada aos seus pés. Não é mais do que uma simples fábula, mas foi o ponto de partida para o artista Diego Guerrero criar um projeto criativo que revolucionou a localidade e que agora recebe cerca de duas mil pessoas aos fins de semana. 

“Ela cuidava da natureza, dos quatro elementos, e quando morreu enterrou-se ali e nasceu a árvore. Abriu uma porta que se conectou com outro mundo, com duendes, fadas e bruxas”, explicou o escultor ao “Sur”. Com base nesta premissa, Guerrero idealizou o Bosque Encantado, um percurso com pouco mais de um quilómetro que se destaca pelas várias esculturas em madeira de castanheiro que se encontram pelo caminho. 

Todas elas foram feitas pelo próprio artista, que aproveitou a área da antiga cooperativa de castanhas, que fechou em 2020 devido a uma praga, para colocar as suas esculturas ao ar livre. “Há vários anos que não conseguimos colher castanhas, pois muitas foram atacadas por vespas invasoras, e pensei que tínhamos que fazer algo relacionado com o turismo”, refere o artista.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Kelly Pires (@let_go_family)

Natural de Parauta, o escultor de 62 anos iniciou a sua formação artística em 2004 e, dois anos depois, inaugurou uma galeria de arte com peças esculpidas em pedra e madeira. Nos anos seguintes realizou várias feiras de arte em toda a província de Málaga e até mesmo eventos e exposições noutras cidades espanholas. O grande trabalho, contudo, é aquele que está a ser feito na sua terra natal.

O primeiro passo foi convencer a autarca local, Katrin Ortega, que apoiou desde logo a ideia. Em julho de 2022, a floresta encantada foi inaugurada na esperança de chamar a atenção e atrair alguns visitantes — e não podia ter corrido melhor. As imagens começaram a ser divulgadas nas redes sociais e a curiosidade levou milhares de turistas a passar pela vila.

Este maravilhoso conjunto de esculturas rapidamente tornou-se um destino turístico perfeito para toda a família. Com apenas um quilómetros e pouca inclinação, é acessível a todas as idades, o que o torna um percurso ideal para aproveitar com os mais novos.

O trilho, que une Parauta com Cartajima, é uma verdadeira experiência imersiva na fantasia, onde as esculturas esculpidas em madeira surgem no meio da vegetação, criando um ambiente único, quase ao estilo da Disney. Ao longo desta rota mágica vai encontrar anões a viver na floresta, casas dentro das árvores, elfos, duendes e bruxas — todo o tipo de personagens mágicas, incluindo até um cavalo de asas azuis, que se encontra no final do trilho. E esta é apenas a primeira fase do projeto.

Em dezembro do ano passado, anunciaram a ampliação da floresta, com a criação de mais figuras (como cogumelos, caracóis, coelhos, ratos) entre 60 centímetros a um metro de altura. As personagens não serão instaladas apenas no bosque, como também pelo centro urbano.

“Além de ajudar a divulgar os atrativos de uma cidade como Parauta, também dá a conhecer o seu ambiente natural, tendo os castanheiros como marca registada da área”, destacou o vice-presidente de Infraestrutura e Território Sustentável do concelho, Cristóbal Ortega. 

Como lá chegar

Para chegar à vila, o aeroporto mais próximo é o de Málaga, com bilhetes de ida e volta desde 31€, se partir de Lisboa. Depois, a forma mais rápida de chegar a Parauta é mesmo de carro, numa viagem que demora pouco mais de 1h30.

Carregue na galeria para ver algumas das fotografias mágicas deste bosque encantado. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT