Viagens

O hotel de sonho em Bali que os Explorerssaurus descobriram — custa 50€ por noite

O casal português mais popular do Instagram está de volta a Bali e conta à NiT todas as dicas para quem só sonha em viajar.
Um sonho.

Não custa sonhar: sempre foi um belo lema, mais útil do que nunca quando o mundo está estranho e semi confinado e as viagens, como tantas outras coisas, parecem uma miragem de outros tempos que já nem reconhecemos. Enquanto estamos por cá, sonhamos; e enquanto o fazemos, há quem continue a viajar, a lazer caso se sinta ousado, ou porque é esse o seu trabalho e há projetos para concretizar.

É o caso de Raquel e Miguel, o casal português mais famoso do Instagram: a sua conta de viagens, os Explorerssaurus, eles têm atualmente a módica quantia de um milhão de seguidores, e bastam uns minutos a navegar pela página para perceber que muitos são estrangeiros, oriundos de todo o mundo.

Esta semana, enquanto por cá planeamos um Natal mais contido, o casal originário do norte do País foi a Bali e encheu o seu mural das tais fotos e vídeos tão incríveis e perfeitas que nos ajudam, em parte, a sonhar. O resultado foi o habitual: a adoração dos muitos seguidores, mas a NiT quis ir mais longe e saber quais os sítios onde eles andam, os tais que parecem bonitos demais para ser verdade. Afinal de contas, um dia destes tudo isto terminará e poderemos planear uma viagem real, e não de sonho, a Bali.

Para já, se fosse agora só seria mesmo possível no plano da fantasia: é que a ilha continua, na verdade, fechada ao turismo, como nos conta o casal. “Fomos no dia 15 de novembro e vamos voltar na próxima semana para passarmos o Natal com as nossas famílias. Neste momento Bali está encerrado para turismo, sendo que só é possível entrar com um visto de trabalho ou com um visto social (custa cerca de 500€/pessoa e é possível ficar até seis meses na ilha)”, dizem-nos a Raquel e o Miguel.

“Nós viemos em trabalho porque estamos a construir com os @mariefeandjakesnow um espaço físico que vai funcionar para hospedarmos cursos presenciais e retiros em Bali”, anunciam. “Não tivemos tempo de visitar muitas coisas desta vez, mas é sempre bom voltar a esta ilha por ter sido o primeiro destino que viajamos juntos. Sentimos mesmo que é a nossa segunda casa e estamos a ponderar viver seis meses no Portugal e seis meses em Bali”, adiantam à NiT.

E lembram um facto interessante, nesta sua nova decisão: “curiosamente Lisboa está em primeiro lugar dos locais preferidos por nómadas digitais e Bali está em segundo lugar”.

Por enquanto, a ilha paradisíaca na Indonésia é só um destino de férias mas pode, assim, passar mesmo a ser a sua segunda casa em breve. “A maior vantagem que vemos em estar cá é obviamente o tempo maravilhoso mas também as condições de vida que podemos ter aqui por um preço muito acessível. Conseguimos fazer todas as refeições em restaurantes todos os dias, podemos dar-nos ao luxo de irmos a um spa sempre que quisermos e alugar vilas luxuosas. Algo que  ainda está longe da nossa realidade em Portugal…”, explicam.

Durante a estadia em Bali, os tais sítios escolhidos a dedo e que parecem de sonho são mesmo, contam-nos. E destacam os seus favoritos, para tirar notas se quiser. “Conseguimos visitar a ilha Nusa Penida que é ainda um local super selvagem e virgem. As praias são lindíssimas e os preços quer de hotéis como restaurantes são muito baratos. Passamos também um fim de semana em dois hotéis em Sideman que têm cabanas de bamboo ao ar livre: Camaya e Hide Out”.

No hotel Camaya, dependendo da cabana os preços variam de 65€-300€/noite e no Hide Out entre 50€-250€/noite. “Pessoalmente achamos as cabanas do Camaya mais arrojadas, mais bonitas e a vista para os campos de arroz é incrível também. No Hide Out a vista não é tão maravilhosa, mas estão perto de um rio e é agradável ouvir a água e a comida  também é melhor. Recomendamos quer um sítio quer outro porque é realmente mais do que uma noite num hotel. É uma experiência diferente e uma conexão muito próxima com a natureza”, frisam.

Mas deixam a ressalva: “claro que isto significa que vão aparecer alguns insetos no quarto, sapos, alguns mosquitos também… se é algo com o qual não se sentem confortáveis não é boa ideia. Não e um sítio que recomendássemos ficar durante uma semana mas para passar um ou dois dias e simplesmente relaxar e desconectar do mundo”. 

Raquel e Miguel vão dar aulas

A NiT já entrevistou a fundo Miguel Mimoso e Raquel Janeiro, sobre o seu percurso até aqui; sendo certo que praticamente tudo o que publicam e mostram se torna popular e viral. Já nos contaram como se conheceram, o que faziam, como viajam e até como financiam as experiências. 

Em outubro deste ano, o casal surgiu com mais uma novidade: lançou o seu primeiro livro, que é, ou pode tornar-se, uma obra essencial para todos os wanderlusters: mas é sobretudo, o seu lado e projeto mais pessoal até agora. “Queríamos mostrar a nossa história, falar sobre como nos conhecemos, como nos tornamos criadores de conteúdos, as nossas primeiras viagens. E dar dicas de viagem algumas experiências pelo mundo que a Raquel teve antes de começar a namorar comigo”, explicou então à NiT Miguel Mimoso.

Agora, há mais novidades: depois de muitos pedidos, os Explorerssaurus vão dar aulas e transmitir dicas, informações e tudo o que precisa de saber se sonha com uma vida assim.

“Nós começamos uma academia on-line (@clublifedesign) com os @mariefeandjakesnow e o nosso objetivo é ir lançando cursos onde explicamos passo a passo o percurso que fizemos e tudo aquilo que sabemos sobre as mais diversas áreas relacionadas com redes sociais. Desde criação de conteúdo, gestão de redes sociais, criação de um negócio on-line”, contam.

Os cursos que já estão disponíveis são sobre edição de fotos e vídeos apenas utilizando o telemóvel como ferramenta de edição. “Para nós o conteúdo é o pilar fundamental para ser bem sucedido neste mundo digital. Por isso decidimos começar pelas bases antes de avançarmos para tópicos mais complexos, como crescer uma conta no Instagram… Mostramos que qualquer pessoa consegue produzir conteúdo de qualidade e impressionante apenas com o telemóvel e algumas apps super intuitivas”, explicam à NiT.

Raquel e Miguel lançaram a primeira turma há um mês e têm já mais de 3000 alunos super satisfeitos e os resultados deles são surreais. Além do curso, todos os alunos têm acesso a um grupo exclusivo onde contactam diretamente com o casal, tiram dúvidas, fazem desafios, sorteios. E mais: “estamos neste momento a trabalhar com algumas marcas para que os nossos alunos comecem a trabalhar como produtores de conteúdo e serem pagos para produzir conteúdo para algumas destas marcas”.

Os Exploressaurus vão lançar a segunda turma esta sexta-feira, 18 de dezembro, e lembram que seria uma ótima prenda de Natal para alguém investir nele próprio ou para oferecer a um amigo, namorado ou familiar. Pode saber tudo online.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT